1. Nadar com tubarões-baleia

Nadar com tubarões-baleia no mar das Caraíbas é uma atividade imperdível. Estes maravilhosos gigantes do oceano são companheiros gentis de natação e não são perigosos. Alimentam-se essencialmente de plancton, krill e ovas. Com uma dieta limitada a microrganismos minúsculos, os humanos definitivamente não estão em risco de se transformarem numa refeição.

Nadar com tubarões-baleia
créditos: DR

A natureza é imprevisível, mas habitualmente estas criaturas majestosas podem ser avistadas em Cancún de junho a setembro. O bem-estar dos animais é sempre uma prioridade e durante esta experiência certas medidas são tomadas para garantir a segurança dos tubarões-baleia. Por exemplo, só são permitidos pequenos grupos de pessoas, não é permitido tocar nos tubarões-baleia e o uso de protetor solar está interdito (por causa dos químicos que poluem a água).

2. Visitar o Museu Subaquático

O Museu Subaquático de Cancún é um projeto em andamento que visa inspirar o amor pela arte, bem como pelos magníficos recifes de coral de Cancún. Jason de Caires Taylor foi o cérebro por trás deste projeto artístico que inclui mais de 500 esculturas originais, submersas a uma profundidades de 3 a 6 metros.

Visitar o Museu Subaquático
créditos: DR

O material utilizado nas obras não polui o ambiente e favorece o crescimento dos recifes de coral, preservando a vida animal que ali habita e contribuindo para um turismo mais sustentável.

Para visitar este museu podemos embarcar num barco com fundo de vidro, praticar snorkel ou fazer mergulho. É importante não tocar nas esculturas para não prejudicar a formação de recifes de coral, e não usar óleos, hidratantes ou protetores solares no corpo, para não poluir a água.

3. Conhecer Ruínas Maias

A península do Iucatão é muito rica em história e achados arqueológicos e a partir de Cancún é muito fácil visitar várias ruínas Maias importantes, como El Rey, Tulum e Chichen Itza. Outra maneira de aprender um pouco mais sobre esta civilização antiga é visitar o Museu Maia de Cancún, onde se pode ver interessantes artefactos maias e fazer um tour histórico pelas ruínas de San Miguelito.

As fotogénicas ruínas de Tulum
As fotogénicas ruínas de Tulum créditos: DR

4. Nadar num cenote

O México é famoso pelos seus cenotes ou poços de água naturais que encantam todos com a sua beleza. Usados como piscinas, mantêm uma temperatura agradável o ano todo, proporcionando um escape bem-vindo ao sol quente mexicano.

Os cenotes podem ser totalmente cobertos, parcialmente cobertos ou totalmente abertos e entre as opções mais populares, em Cancún, estão o Cenote Siete Bocas, o Cenote Ik Kil, o Cenote Azul e o Cenote Suytun. Um dos meus preferidos é o Cenote Suytun. Fica a cerca de duas horas de distância de Cancún, mas tem um cenário incrível. Parece saído de um filme!

5. Ir até Isla Mujeres

Isla Mujeres é uma pequena ilha, localizada a cerca de dez quilómetros da costa da cidade de Cancún, que é conhecida pelas suas praias paradisíacas e várias atividades ligadas ao mar e à natureza.

Isla Mujeres
créditos: DR

Os barcos para a ilha partem a cada meia hora (até às 21:00) de Puerto Juarez, Punta Sam, Zona Hoteleira de Cancun e Gran Puerto Cancún, e o percurso leva menos de uma hora. Quando chegamos à ilha, podemos alugar um carrinho de golfe para passar o dia e visitar atrações populares como o Garrafon Park, Punta Sur e Tortugranja.

6. Tirar uma foto nos Lagos Cor de Rosa

Las Coloradas ou os Lagos Cor de Rosa não estão em Cancún, mas valem bem a viagem de 3 horas e meia, porque são uma paisagem rara. Os lagos estão localizados num pequeno povoado com o mesmo nome e a sua impressionante cor rosa é resultado da grande quantidade de sal existente na água. Grande parte do sal consumido no México vem deste lugar.

Tirar uma foto nos Lagos Cor de Rosa
créditos: DR

Para chegar até aqui o ideal é alugar um carro e fazer uma viagem parando no caminho em Valladolid para descansar um pouco. É proibido tomar banho nestes lagos.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook 

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.