O transporte público nos Países Baixos cobre grande parte do território, mas quem procura uma maior flexibilidade e não quer ficar limitado a horários pode optar por fazer a viagem de carro. Desta forma conseguirá chegar com maior facilidade a lugares como os campos de tulipas e à reserva natural de Flevoland.

O itinerário que lhe sugerimos cobre essencialmente três províncias: Flevoland, Noord-Holland e Frísia.

Reserve já os bilhetes para Amesterdão na TAP e comece por explorar a capital dos Países Baixos.

AMESTERDÃO

De todas as cidades da Europa, Amesterdão é uma das mais agradáveis, conquistando o visitante com os seus bonitos canais, mercados movimentados e magníficas galerias de arte.

As atrações são muitas, por isso reserve tempo suficiente na cidade para, entre outras coisas, fazer um cruzeiro no canal, visitar a Casa de Anne Frank — um poderoso memorial ao Holocausto — ; o Rijksmuseum e a sua fabulosa coleção de arte dos Países Baixos; o Museu Van Gogh, que abriga a maior exposição mundial de pinturas do artista e o Bloemenmarkt, o mercado flutuante de flores.

Amesterdão
créditos: The Travellight World

Depois da visita à capital, alugue um carro e siga para a região de Flevoland.

FLEVOLAND, CAMPOS DE TULIPAS E RESERVA NATURAL

Flevoland é a décima segunda província dos Países Baixos e existe apenas desde 1986. Foi criada a partir da drenagem do Zuiderzee por necessidade de mais terras agrícolas e hoje abriga muitos dos famosos campos de tulipas.

A maior parte dos campos está nas áreas de Noord-Oost Polder ou Dronten.
Dronten em particular e as áreas ao seu redor — Swifterbant e Lelystad — oferecem, inclusive, rotas de tulipas que permitem visitar não só os campos, mas também várias pequenas empresas locais, como quintas que fabricam queijo. Fique atento e se vir uma bandeira com uma tulipa hasteada em frente de uma casa ou empresa, isso significa que é possível visitar o local.

Se quer ter a experiência de colher tulipas vá até Pluktuin de Hanneke em Biddinghuizen. Neste jardim são plantadas 80 mil de 250 espécies. Há tulipas de todos os estilos e para todos os gostos!

Amesterdão
créditos: PxHere

A seguir, visite a reserva natural de Flevoland, a Oostvaardersplassen, uma área pantanosa que abriga várias espécies de aves.

Se quiser passar um tempo na região pode reservar alojamento nos arredores de Dronten, Lelystad ou Emmeloord.
Em Lelystad encontram-se também bons restaurantes como o De Gordiaan e o BijDeBuren.

NOORD-HOLLAND

Depois de apreciar as tulipas em Flevoland, é altura de seguir viagem para a região de Noord-Holland (Holanda do Norte) e visitar Alkmaar, uma cidade conhecida principalmente pelo seu mercado de queijos.

Alkmaar é uma pitoresca cidade medieval que remonta ao século XIII. Tem monumentos e museus que vale a pena visitar e uma abundância de bons restaurantes.

A próxima paragem deve ser Schoorl, um lugar único, localizado perto do mar e protegido pelas dunas mais altas e extensas dos Países Baixos. Estas alcançam cerca de 50 metros mesmo atrás do centro da cidade e têm mais de 5 quilómetros de largura.

Schoorl, um importante local de turismo no verão, conta com mais de 25 parques de campismo, trilhos e percursos de mountain bike. É uma área tranquila e agradável para recarregar baterias depois de um dia agitado em Alkmaar.

Holanda
créditos: The Travellight World

Noord-Holland também tem campos de tulipas e este é um dos melhores lugares para os ver nos Países Baixos, porque quase não tem turistas.
Saindo de Schoorl pode fazer a rota: Petten; Sint Maartensvlotbrug; De Stolpen; Schagerbrug; 't Zand e Anna Paulowna. Vai ficar maravilhado com as magnificas paisagens.

FRÍSIA

Continuando a viagem, a partir de Anna Paulowna siga para a província de Frísia até Bolsward, atravessando o Afsluitdijk, o maior dique da Europa. Tem 32 quilómetros e mantém o Mar de Wadden (Património Mundial da UNESCO) e o IJsselmeer separados.

Bolsward não é um local muito conhecido pelos turistas por isso vai poder apreciar com toda a calma e sossego esta cidade. É possível, entre outras coisas, admirar uma bela e antiga igreja que foi transformada em sala de exposições com teto de vidro, fazer um passeio pelos canais ou desfrutar de uma cerveja local numa esplanada.

Pode passar a noite em Bolsward ou dirigir-se diretamente para Holwerd e apanhar um ferry para Ameland, uma das ilhas Frísias de Wadden.

Se deixar o carro em Holwerd, quando chegar a Ameland pode alugar uma bicicleta para se deslocar; é a melhor forma de explorar a ilha.

Há muitas coisas para ver em Ameland, a ilha conhecida como o "diamante Wadden", tente por isso passar aqui pelo menos uma noite e um dia inteiro.

Holanda
créditos: The Travellight World

Regresse depois à cidade de Holwerd e siga para Harlingen.

Harlingen é uma bela cidade com um centro histórico muito bonito. Passeie pelo antigo porto, onde poderá ver muitos navios históricos e descubra a autêntica cerâmica local no Harlinger Aardewerken Tegelfabriek.
Pode ainda fazer uma viagem de barco para observar as focas no mar de Wadden e assistir ao pôr do sol na praia de Harlingen.

O Wadden Sea Center, localizado no começo do Afsluitdijk, também merece uma visita. Aqui poderá ver exposições interativas e descobrir tudo sobre esta região.

Depois da visita ao Afsluitdijk, é hora de voltar para Amesterdão, mas não sem fazer antes uma última paragem na cidade medieval de Hoorn.

Hoorn, uma cidade histórica que se pensa existir desde o final do século VIII, está localizada na margem do maior lago de água doce da Holanda — o Ijsselmeer.

Quando a visitar, não deixe de provar broeder (um bolo típico nacional) e de visitar o Museu Westfries, dedicado ao período mais famoso da Holanda, a "Era de Ouro" (Gouden Eeuw em neerlandês). Tem um audio tour gratuito e as exposições mudam varias vezes por ano.

Holanda
créditos: The Travellight World
Amesterdão desde 49€