Chicago nunca dececiona! É a cidade dos festivais e de todas as coisas boas que ajudam a celebrar a vida.

Praia, parques, jardins, festivais de música e cocktails em rooftops trendy garantem a quem visita a cidade dias cheios de alegria e memórias agradáveis. Tudo bons motivos para celebrar o Dia dos Namorados numa viagem a Chicago.

PRAIAS

Fiquei surpreendida quando descobri que Chicago era abençoada por quilómetros e quilómetros de belas praias. Por alguma razão, quando pensava nesta cidade imaginava apenas uma metrópole movimentada e cheia de arranha-céus. As suas praias foram uma agradável surpresa!

Passei manhãs maravilhosas na Praia Foster e uma incrível tarde no badalado Shore Club da Praia North Avenue, onde podemos reservar uma espreguiçadeira ou uma cabana.

A praia de Oak Street é uma boa opção para quem gosta de praticar desporto, porque há sempre um jogo de voleibol a acontecer e no Chicago Water Sport Rentals, que fica em Street Harbor, pode-se alugar jet skis, caiaques e paddleboards.

Chicago
créditos: The Travellight World

CONCERTOS E FESTIVAIS DE MÚSICA

Os concertos e festivais de música são muitos e alguns até gratuitos, como é o caso dos concertos realizados no Jay Pritzker Pavilion ou o Chicago Blues Festival, mas “a cereja no topo do bolo” é a oportunidade de assistir a um dos famosos mega-festivais da cidade, como o Lollapalooza ou o Pitchfork.

Às terças-feiras, de junho a agosto, o Summer Film Series exibe, gratuitamente, filmes ao ar livre no Millennium Park e dezenas de pessoas sentam-se no Great Lawn, muitas com cestas de piquenique, para assistir à projeção de filmes clássicos e cinema experimental numa tela de cerca de 10 metros, .

Durante todo o verão, também às terças-feiras, o Museu de Arte Contemporânea apresenta noites gratuitas de música que destacam artistas de renome internacional da comunidade jazz de Chicago.

Chicago
créditos: The Travellight World

ROOFTOPS E RESTAURANTES COM ESTRELAS MICHELIN

O horizonte de Chicago está cheio de rooftops perfeitos para cocktails e petiscos numa tarde ensolarada ou numa noite quente de verão. O meu favorito é o LondonHouse Chicago, que impressiona por ter um lounge de três andares com vistas magníficas para a cidade e para o Rio Chicago. O Apogee no Dana hotel & spa e o Aire no Hyatt Centric The Loop Chicago e o rooftop do Raffaello Hotel também merecem uma visita.

Os foodies também vão adorar Chicago quando experimentarem as diversas cozinhas disponíveis na cidade e provarem uma refeição num dos muitos restaurantes com estrelas Michelin. O meu preferido foi o multi-premiado Spiaggia, que fica no extremo norte da "Magnificent Mile" na Michigan Ave. O Alinea, no Lincoln Park e o Smyth em West Loop também são imperdíveis.

Os eventos gastronómicos como o Ribfest no North Center, no qual a especialidade são os grelhados ou o Taste of Chicago, que destaca os restaurantes de classe mundial da cidade, são frequentes.

A windy city hospeda ainda uma variedade de festivais de cerveja artesanal, que servem para incentivar a sua crescente indústria cervejeira.

PARQUES E JARDINS

Uma das coisas que mais gostei em Chicago foi o equilíbrio entre cidade e natureza.
Chicago tem cerca de 600 parques e jardins, grandes e pequenos. Os principais são o Millennium Park e o Lincoln Park, mas eu adorei especialmente o Alfred Caldwell Lily Pool, um oásis escondido dentro do Lincoln Park e um dos lugares mais românticos da cidade.

É um cenário de sonho com caminhos sinuosos e bancos circulares, onde nos podemos sentar e mergulhar nas vistas surreais que parecem saídas de um quadro de Monet.

Chicago
créditos: The Travellight World

O Grant Park, que abriga a Buckingham Fountain, o Art Institute e o Museum Campus de Chicago é outro parque incontornável da cidade. O festival anual de música Lollapalooza é realizado aqui e o longo caminho à beira do lago que passa pelo parque é o sítio perfeito para quem gosta de caminhar, correr ou andar de bicicleta.

ARTE DE RUA

Deixo uma última palavra para a arte urbana de Chicago. Está espalhada por toda a cidade e encontram-se bons exemplos em estações de comboio, murais e fachadas de inúmeros edifícios. Particularmente relevante é o Wabash Arts Corridor, onde artistas de rua locais e internacionais deixaram a sua marca. É considerado uma "tela urbana viva" devido ao seu crescente número de projetos, instalações e murais de grande escala.

Quem aprecia este género de arte pode ainda fazer um tour pela cidade e descobrir as suas mais importantes obras.

Texto: Ana Maria Barreto - The Travellight World

Chicago desde 316€