Alicante oferece um pouco de tudo e promete agradar ao mais exigentes dos viajantes. Mesmo aqui ao lado, na Costa Blanca espanhola, esta cidade mistura praias a perder de vista com edifícios e locais recheados de história. E ainda convida a celebrar a chegada do verão com muita cor e animação.

Veja aqui tudo o que não pode perder na sua viagem a Alicante.

CASTELO DE SANTA BÁRBARA

A cidade de Alicante foi construída na base do Castelo de Santa Bárbara e uma visita a este monumento é recomendada a quem estiver interessado em saber um pouco mais sobre a história desta região.
O castelo (originalmente, um alcácer Islâmico do século IX) foi conquistado aos Mouros pelo Príncipe Cristão Alfonso de Castela, numa batalha vitoriosa ocorrida no dia da festa de Santa Bárbara (o que explica o seu nome) e mais tarde, durante o reinado de Filipe II, foi renovado em estilo renascentista. Hoje, os seus antigos salões e as maravilhosas vistas panorâmicas impressionam os turistas e são um testemunho do passado glorioso de Alicante.

Dica: Para um fácil acesso ao castelo, apanhe o elevador que leva diretamente os visitantes até ao topo da colina e se quer comprar uma lembrança não perca o mercado que existe no pátio do castelo.

Alicante
créditos: PxHere

PRAIA E MAR

Alicante fica na Costa Blanca espanhola e tem praias lindas. Destaca-se a Playa del Postiguet, uma praia enorme que se estende por toda a cidade até chegar à vizinha San Juan.
Durante a época alta, é o destino número um dos turistas, mas não deixe que isso o detenha, pois há áreas menos conhecidas onde pode escapar às multidões. Caminhe ao longo do passeio marítimo para longe do centro e usufrua de uma experiência mais tranquila e relaxante.
Umas horas nas idílicas areias brancas e águas límpidas e azuis vão fazê-lo esquecer que está dentro de uma cidade movimentada.

A Playa del Postiguet fica ao lado da marina, onde se encontra o Club Náutico de Alicante e também é próxima da Explanada de España, um lindo passeio marítimo, ladeado por palmeiras, que convida ao lazer.

Um pouco mais distantes do centro, mas também a merecer uma visita estão a Playa de San Juan, a Plaza de Los Saladares e o Cabo de las Huertas (que tem várias pequenas enseadas populares para a prática de mergulho).

Dica: Dê um passeio pela Explanada de España no fim do dia para ver as várias barraquinhas que vendem joias artesanais, malas e tapetes e aproveite para se sentar num café ou bar para comer deliciosos churros ou os típicos pinchos.

Alicante
créditos: PxHere

EL BARRIO

El Barrio é o coração histórico de Alicante, e um dos lugares mais bonitos para conhecer durante uma visita à cidade. Com as suas ruas estreitas e sinuosas e edifícios de arquitetura tradicional, é uma visita obrigatória para quem procura um vislumbre do velho mundo. Quando o sol se põe o barrio ganha vida e é invadido por locais e turistas interessados em conhecer a seleção infinita de restaurantes e bares e provar as melhores tapas e cocktails da cidade. A maioria dos lugares oferece promoções, como tapas gratuitas com as bebidas, por isso é fácil ter uma noite divertida sem gastar muito.

Dica: Na zona residencial do centro histórico (conhecida como El Barrio Santa Creu) os edifícios estão menos bem conservados, mas as paredes caiadas de branco e as suas varandas adornadas com flores, tornam este local muito bonito para fotografar. Aqui também se encontram pequenos estabelecimentos que servem tapas e paella tradicional e o vão ajudar a descobrir o lado menos turístico de Alicante.

Alicante
créditos: The Travellight World

TABARCA E ALTEA

Tabarca, uma ilhota que alberga uma pitoresca cidade com casas caiadas de branco, uma muralha do século XVIII e uma antiga igreja histórica, é um destino de visita obrigatória na costa de Alicante.
Chegar até esta ilha — a única habitada de toda a costa da Comunidade Valenciana — é muito fácil; basta apanhar um dos barcos que diariamente partem do porto de Alicante. A viagem, por si só, é uma experiência única, já que as águas em redor de Tabarca, são extraordinariamente belas e abundantes em fauna e flora. Não é por acaso que foram declaradas “Reserva Marinha do Mediterrâneo”.

Altea é outra das atrações próximas de Alicante que merece uma visita. De longe parece apenas um pequeno grupo de edifícios aninhados no topo de uma colina, mas esta cidade medieval oferece vistas panorâmicas sensacionais para o Mediterrâneo e é conhecida pelas suas oficinas de artesanato e estúdios de arte, bem como pelos seus festivais de verão. Em agosto, o Castell de L'Olla faz um espetáculo de fogos de artifício, e no final de setembro, um festival celebra as antigas tradições dos cristãos e mouros da região.
O destaque da cidade é a Igreja da Virgem de Consuelo, que possui uma impressionante cúpula azul e branca.

FESTAS DE SÃO JOÃO

As festas de São João tiveram origem numa antiga tradição do povo de Alicante que na noite de 23 de junho — véspera do dia de São João — se juntava ao redor de grandes fogueiras para comer, beber e depois tomar banhos de mar. O costume foi mantido por séculos e em 1928  formalmente reconhecido e designado como as “Fogueiras de São João” (Hogueras de San Juan).

Alicante
créditos: The Travellight World

Durante vários dias, Alicante celebra esta grande festa, na qual os principais protagonistas são os Ninots — enormes figuras humorísticas de papelão e madeira que são construídas de propósito para arderem nas fogueiras da noite de São João.

Os preparativos para as Fogueiras iniciam-se em maio quando se elege a rainha das festas — a chamada Bellea del Foc (Beleza do Fogo), mas as celebrações começam oficialmente com a Plantà (colocação) dos monumentais ninots que, com o seu ar satírico, enchem as ruas de Alicante de bom humor. Naquele dia também são instaladas as "barracas", onde são realizadas as festas populares e vendidos os típicos brevas (figos) e cocas (uma espécie de pequenas pizas de atum, cebola e pinhão).

Entre os atos mais representativos do festival estão a Entrada das Bandas e Comissões, com as suas respetivas "beldades" e damas de honra vestidas com trajes tradicionais; A Oferenda Floral à Virgen del Remedio, santa padroeira da cidade; e o Desfile Folclórico Internacional, uma colorida cavalgada na qual participam grupos de dança vindos de todo o mundo. Todos os dias às duas da tarde, entre 19 a 24 de junho, acontecem ainda, na Plaza de los Lucerosas, as mascletàs — barulhentos espetáculos de pirotecnia.

Finalmente, à meia-noite de 24 de junho, vem a Cremà, o auge das festas! Depois de um extraordinário fogo de artifício, os ninots espalhados pela cidade são queimados e o povo dança e canta, ao mesmo tempo que os bombeiros atiram água e molham o público no tradicional Banyá.

Alicante desde 125€