Situada nas margens do braço oriental do Lago de Como, e rodeada de todos os lados por imponentes montanhas, Lecco é um lugar que sempre inspirou poetas, escritores e artistas. É tranquila nos meses mais frios quando as famílias que ali passam o verão desaparecem e, por isso mesmo, consegue ser um destino maravilhoso para uma escapadinha romântica, menos evidente e original.

A maior atração de Lecco é a sua geografia. Ainda antes de sairmos do comboio, o cenário deslumbrante proporcionado pelos Alpes de Orobie capta a nossa atenção. Mais 10 minutos a pé, a partir da estação ferroviária, e é o lago que nos tira o fôlego. Sereno, de águas transparentes, bonito como o cenário de uma história de amor — que (sem surpresa) já foi escrita e eternizada no clássico da literatura italiana “Os Noivos”, de Alessandro Manzoni.

Lecco
A 50 quilómetros a norte de Milão, Lecco destaca-se pela imponência da sua geografia. créditos: Ana Barreto

O centro histórico de Lecco fica na margem do lago. Pode não ser tão grande ou rico quanto o de outras cidades italianas, mas tem vários elementos que merecem uma visita e num breve passeio podemos observar as marcas que deixou na cidade o domínio de Milão, na figura da família Visconti, e depois a dominação espanhola e austríaca.

As maiores atrações são a Torre medieval na Piazza XX Settembre, conhecida como Torre Viscontea; o trecho das muralhas da cidade, chamado de Vallo delle Mura; e a Basílica di San Nicolò, na Piazza Cermenati, dedicada ao santo padroeiro de Lecco,. A torre sineira tem 96 metros de altura e é a segunda torre sineira mais alta da Itália. Por causa da sua aparência que lembra um lápis é chamada de “matitone” (lápis em italiano).

Quando visitei a Basílica tive a sorte acrescida de ver tocar a Orquestra Sinfónica de Lecco, que ali estava a ensaiar um espetáculo. Foi inesperado e transformou uma visita banal em algo especial e inesquecível.

O lago e as montanhas oferecem aos visitantes muitas atividades ao ar livre:

- Andar de bicicleta à beira do lago ou acompanhar o rio Adda — existem ciclovias que seguem o rio e, na verdade, vão até Milão!

- Caminhar por trilhas que vão das mais simples e cénicas, como a que leva ao “Bivacco Magnodeno“, um maravilhoso miradouro da cidade; às mais exigentes e severas como o “Sentiero del Viandante“, um longo e antigo caminho comercial que liga Abbadia Lariana a Colico. Está dividida em 4 etapas e uma delas é Lecco.

Lecco
Os Alpes de Orobie (ou de Bergamo) elevam-se a norte e este da cidade e atravessam o vale de Valsassina, a sul do qual se encontra Lecco. créditos: Ana Barreto

- Apanhar o ferry para Bellagio. Há pelo menos um por dia e a viagem leva cerca de 1h30. O bilhete ida e volta custa cerca de 18€

- Apanhar o teleférico para Piani D'Erna. O teleférico foi originalmente construído para a estação de esqui, mas hoje é usado principalmente por turistas que querem aceder à montanha para ver as vistas ou fazer caminhadas. O bilhete ida e volta custa 8€. Para chegar à estação do teleférico apanhem o autocarro 5 na piazza Manzoni para Funivia Piani d'Erna (são cerca de 15 minutos até ao teleférico).

- Praticar esqui no inverno. Os resorts perto de Lecco não são grandes, mas tem boa reputação e são adequados para praticantes de todos os níveis;

- Aproveitar as praias Malgrate e Abbadia Lariana no verão. As duas praias ficam a curta distância de Lecco (ficam a poucos minutos se forem de autocarro). Quem quiser nadar no lago Lecco, pode ainda ir à praia de Lierna, à praia de Varenna ou à praia pública de Bellano, um pouco mais distantes.

Para um pouco de cultura visitem o Museo di Storia Naturale (Museu de História Natural), o Museo Storico (Museu Histórico) e o Museo Archeologico (Museu Arqueológico), todos instalados no Palazzo Belgiojoso. A Galleria Comunale d'Arte (Galeria de Arte Cívica), também merece uma paragem.

Lecco, como qualquer cidade da Lombardia, proporciona uma experiência culinária incrível. Do queijo às carnes nobres, massas e vinhos, tudo é delicioso.

Há muitos restaurantes na Piazza XX Settembre e na Piazza Zermenati, mas se não quiserem gastar muito dinheiro, parem num supermercado ou passem pelas lojinhas que vendem produtos tradicionais e preparem um belo piquenique para degustar à beira do lago.

Como chegar

Chegar a Lecco é muito fácil. A cidade fica localizada a 40 minutos de comboio de Bergamo e o bilhete de ida e volta custa 7,40€ por pessoa.

De Lisboa e Porto a Ryanair oferece voos diretos para Milão Bergamo que se comprados com antecedência podem ficar por menos de 30 € por pessoa (ida e volta de Lisboa a 24 de Novembro e regresso a 28 de Novembro 2022, por exemplo, fica por 29,98€).

Onde ficar

O alojamento é o que pode ficar mais caro, mas há muitas opções entre hotéis e alojamentos locais que vão desde os 65€ aos 110€/dia.

Vejam mais

Espreitem o destaque "Lecco" na minha página de Instagram para ver um pouco mais desta bonita cidade italiana e sigam as stories nesta rede social, para inspiração e ideias para passeios, férias e fins de semana.

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.