Com metade da população mundial dentro de casa, as cidades esvaziaram-se. Negócios não essenciais fecharam e foram proibidas as aglomerações de pessoas. O que antes eram ruas movimentadas, pontos turísticos, praças carregadas de gente ou avenidas com tráfego intenso são agora espaços vazios e silenciosos. Poucas pessoas circulam, protegendo-se como podem. Covid-19 também significa cidades vazias e não há como não sentir tristeza ao ver estas imagens.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.