"O momento em que sabemos que não vamos poder abrir, é também o momento em que temos de comunicar a 1300 trabalhadores sazonais que não vamos poder assegurar estes postos de trabalho", declarou, com pesar, o diretor do jardim, Bart Siemerink, à Radio West.

Habituado a receber cerca de 1.5 milhões de visitantes por ano, o maior jardim de flores do mundo, localizado em Lisse, iria abrir portas a 21 de março. A data foi adiada para 6 de abril. No entanto, face às medidas de contenção adotadas pelos Países Baixos, o Keukenhof optou por não adiar mais a data e decidir não abrir portas ao público este ano.

"Em algum momento tivemos que decidir: este ano está perdido. E assim também podemos passar a mensagem aos operadores turísticos", afirmou o diretor do jardim.

Veja o vídeo mais recente divulgado pelo jardim.

No entanto, as perspetivas para 2021 são boas e, ainda durante esta primavera, o público vai poder apreciar o jardim através de visitas virtuais e vídeos, que podem ser vistos aqui.

Apesar de não estar aberto ao público, 50 trabalhadores continuam a assegurar que o jardim permaneça cuidado para que no próximo ano esteja ainda mais belo para receber os visitantes.

Percorra a galeria de fotos e conheça o Keukenhof, também conhecido como Jardim da Europa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.