Este tipo de cruzeiro, que começa e termina na Singapura sem escalas, foi lançado no ano passado com a esperança de apoiar um setor prejudicado pela queda do turismo por causa da pandemia.

Foi um grande sucesso entre uma parte da população, num país que conseguiu proteger-se muito bem do coronavírus, às custas de um encerramento drástico das fronteiras.

O "Dream Cruises" teve de regressar ao porto esta semana, devido ao facto de ter detetado um caso de coronavírus a bordo. Nesta manhã, os passageiros foram informados que um outro viajante testou positivo e foi pedido que retornassem às suas cabines, disse o canal CNA, que citava uma pessoa a bordo.

A pessoa infetada esteve em contacto estreito com um outro contagiado antes de embarcar, segundo o canal.

O jornal Straits Times informa que o passageiro estava completamente vacinado e que fez um teste com resultado negativo antes de subir a bordo.

O navio, pertencente ao conglomerado da Malásia Genting Group, zarpou de Singapura no domingo à noite num cruzeiro de quatro dias.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.