A Ryanair explica que a sua taxa de pontualidade tinha "caído para menos de 80% nas primeiras semanas de setembro" por causa de greves, condições meteorológicas desfavoráveis e pela obrigação de respeitar as férias de pilotos e tripulações.

"Ao cancelarmos menos de 2% dos nossos voos nas próximas semanas, podemos (...) restaurar a pontualidade para a nossa meta anual de 90%", explicou o diretor de comunicação da Ryanair, Robin Kiely, num comunicado.

"Pedimos desculpas ao pequeno número de clientes afetados por esses cancelamentos e faremos tudo o que for possível para encontrar outro voo, ou reembolsá-los integralmente", completou.

Segundo o site do aeroporto de Dublin, os voos procedentes de Tours (França) e Newcastle (Grã-Bretanha) foram cancelados esta sexta e, no sábado, mais cancelamentos são esperados.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.