Kristina Roth, empresária e viajante, começou por dar nas vistas pelo seu empreendedorismo e mulher de negócios. A Forbes incluiu-a na lista "The Fastest Growing Women-Owned Businesses".

Apesar de ser uma mulher de negócios bem sucedida, Kristina queria ir mais além. Vendeu a sua empresa, a Matisia Consultants, para embarcar numa nova aventura: reunir mulheres do mundo inteiro através de uma sociedade exclusiva.

Em comunicado, Kristina revela: "Sempre houve clubes exclusivos para homens, que é onde surgem as ideias de negócios. Mas quando se junta mulheres com vontade e garra, a magia pode acontecer".

Kristina Roth, fundadora do SuperShe
Kristina Roth, fundadora do SuperShe créditos: SuperShe

Como tal, criou o conceito SuperShe, uma comunidade que pretende juntar mulheres de todos os cantos do mundo, para discutir ideias. O projeto já reuniu mulheres de várias áreas e países em refúgios no Havai e nas Ilhas Virgens.

Agora Kristina Roth prepara-se para oferecer uma ilha paradisíaca, A SuperShe Island, que pretende ser a "sede oficial" do projeto SuperShe.

Imagens da ilha e acomodações:

A ilha situa-se a 1h20 de Helsínquia, Finlândia, e tem capacidade para receber 10 pessoas e dispõe de 4 cabanas totalmente equipadas, spa, sauna, ioga, meditação, aulas de culinária, fitness e atividades ao ar livre.

"As mulheres precisam de passar tempo umas com as outras. Estar de férias com os homens pode ser muito exigente. Queremos que a SuperShe Island seja rejuvenescedora e um espaço seguro onde as mulheres se possam reinventar. Um local onde podem recuperar energias, sem distrações", explica Kristina Roth.

Para ter acesso à ilha é necessário, primeiro, tornar-se membro deste clube. Cada pessoa é depois entrevistada, antes de se tornar efetivamente um membro exclusivo.

Uma semana na SuperShe Island pode custar cerca de 2.800 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.