O presidente do Governo dos Açores anunciou, na sexta-feira passada, um voucher de 35 euros a quem visite e pernoite na ilha de São Jorge, assegurando “total prontidão e capacidade de resposta” das forças no terreno no âmbito da crise sismovulcânica.

“O posto de turismo estará preparado para entregar o ‘voucher’ para os visitantes usarem na sua deslocação, em qualquer despesa. Quem se desloque a São Jorge, com pernoita, terá este voucher de 35 euros. Sem burocracia. Parece-nos um estímulo justo e adequado”, adiantou José Manuel Bolieiro, em São Jorge, explicando ser uma medida para incentivar o turismo naquela ilha do arquipélago açoriano.

O presidente do Governo Regional dos Açores, que nesse dia regressou a São Jorge, falava aos jornalistas após o ‘briefing’ sobre a crise sismovulcânica, que começou em 19 de março e que, até às 16:00 de sexta-feira, teve 29.974 abalos registados pelo Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) e 256 sentidos pela população.

“Estamos a trabalhar para que, quem tenha interesse em visitar São Jorge, poder ter informação e assumir, por responsabilidade própria, a sua vigilância e o seu sentido de alerta”, observou.

De acordo com o chefe do Governo Regional, “a normalidade não dispensa a responsabilidade própria para saber reagir em qualquer situação”.

O líder do executivo açoriano destacou ainda o trabalho do CIVISA, explicando que a monitorização desenvolvida permite “uma informação detalhada e segurança na informação a transmitir às populações”.

A atividade sísmica na ilha de São Jorge tem estado “acima do normal” ao longo de uma faixa desde a Ponta dos Rosais até à zona do Norte Pequeno, na Silveira.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.