Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, esta autarquia do distrito de Castelo Branco especifica que o programa se prolonga até dia 14 de abril e que permitirá aos visitantes desfrutarem "um dos cenários mais deslumbrantes da natureza, que ocorre no início da primavera, quando milhares de cerejeiras pintam de branco a Serra da Gardunha, garantindo uma paisagem única e de cortar a respiração".

Entre as atividades que decorrem neste período, com destaque para os fins de semana, incluem-se passeios pelos trilhos da Gardunha, passeios de bicicleta, a possibilidade de alugar uma cesta de piquenique ou de apadrinhar uma cerejeira.

"Novidade este ano são as ‘Talks and Walks, Cherry Blossom’, caminhadas comentadas sobre as árvores e em particular sobre a cerejeira, que acontecem nos dias 06 e 13 de abril", refere o município.

Quer ser padrinho de uma cerejeira em flor? Pode fazê-lo no Fundão
Quer ser padrinho de uma cerejeira em flor? Pode fazê-lo no Fundão
Ver artigo

Numa aposta que se repete, os passeios de comboio turístico também fazem parte da oferta e podem ser realizados no sábado e no domingo ou nos fins de semana de 06 e 07 de abril e de 13 e 14 de abril, entre as 10:00 e as 11:00 e depois entre as 15:00 e as 16:00.

Segundo a informação, os passeios neste "comboio" têm lugar pelos pomares do vale de Alcongosta, localidade que é considerada a terra da cereja, sendo que o bilhete custa 3,50 euros por pessoa.

Para os que chegam de fora, há ainda a proposta para que a viagem até à cidade seja feita também de comboio, mas dos da CP, que tem previsto um programa articulado para sábado, bem como para os dias 06 e 14 de abril.

Outra das iniciativas que se repete é a possibilidade de "usufruir de passeios de balão, que serão realizados mediante marcação e dependentes das condições meteorológicas".

O Fundão, no distrito de Castelo Branco, tem uma área de cerejal que tem vindo a crescer todos os anos e que leva a que este concelho seja considerado uma das maiores zonas de produção de cereja a nível nacional.

De acordo com um levantamento feito pela autarquia, a fileira da produção de cereja (que inclui subprodutos e negócios associados) já representa mais de 20 milhões de euros por ano na economia deste concelho.

Fonte: Lusa

Foto: Fundão Turismo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.