"O número de bilhetes vendidos para a exposição excedeu 1,3 milhão, passando o número de visitas da mostra  'Tutancámon e o seu tempo', de 1967, que atraiu 1,2 milhão de visitantes ao museu  Petit Palais, também em Paris, e cujo recorde não havia sido ultrapassado até à data", comemoraram os organizadores do evento esta terça-feira.

A exposição, em exibição até ao dia 22 de setembro, foi primeiro realizada em Los Angeles (710.000 visitantes) com objetos vindos do Cairo.

A exposição seguirá depois para Londres e, em seguida, Sydney.

Um terço das 150 peças é exibida pela primeira vez fora do Egito e exposta no meio de um cenário imersivo que procura levar o espectador aos mistérios que cercam a figura de um dos últimos soberanos da 18ª dinastia do Antigo Egito, coroado aos 9 anos.

Todos os objetos vêm do túmulo de Tutancámon, descoberto em 1922 pelo arqueólogo britânico Howard Carter, no Vale dos Reis, um dos achados mais mediáticos da história, que deu origem à "Tutancomania", com filmes, livros e todos os tipos de itens à venda.

Após a sua digressão internacional, os 150 objetos retornarão ao Cairo para se juntar ao novo Grande Museu Egípcio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.