O novo contrato entre os Emirados Árabes Unidos (EAU ) e a UNESCO foi assinado na sede da organização em Paris, reiterando os esforços de restauração, com a inclusão de duas instalações culturais destruídas, as igrejas Al-Tahera e Al-Saa'a.

Este acordo acontece em sintonia com a promoção dos EAU em 2019 com o Ano da Tolerância, enfatizando a tolerância como um conceito universal e um esforço institucional sustentável.

O projeto é uma extensão do contrato assinado em abril de 2018, no qual os Emirados investiram 50,4 milhões de dólares na reconstrução de instalações culturais em Mossul. Inicialmente, o projeto destinava-se à reconstrução da mesquita Al-Nouri e do minarete da Al-Hadba.

Os esforços de renovação irão incluir a construção de um museu e memorial, que irá exibir e preservar o restante das instalações, com espaços comunitários e educacionais, além de criar empregos para mais de 1.000 habitantes de Mossul.

Os novos edifícios irão apoiar o desenvolvimento de qualificações sustentáveis para os trabalhadores empregues no projeto e darão uma contribuição para a economia local através do turismo cultural no Iraque.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.