Foi após dez meses de trabalho que um grupo de mergulhadores descobriu no litoral leste do México uma ligação entre duas grandes cavernas submersas: a Sac Actún e a Dos Ojos. Afinal, não são dois lugares turísticos arqueológicos, mas sim o lugar arqueológico submerso mais importante do mundo.

Sac Actún, de 263 quilómetros de extensão, e Dos Ojos, com 83 quilómetros, ficam em Tulum na costa caribenha do México, Península de Yucactán. Em conjunto, as duas cavernas chegam aos 346 quilómetros.

A descoberta também pode ajudar a decifrar os segredos da civilização maia, que governou a região antes das conquistas espanholas da América Central e da América do Sul no século XVI. Segundo a Condé Nast Traveler, os cenotes eram lugares sagrados para os maias, que os utilizavam como portais para comunicarem com os deuses.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.