O complexo da caverna reabriu a 16 de novembro e recebeu milhares de visitantes. Mais de 100 barracas de venda instalaram-se nas estradas que levam ao parque para vender lembranças, camisolas e comida para os turistas. Embora a caverna de Tham Luang - onde a equipa de futebol ficou presa - não esteja aberta ao público, pode ser vista através de uma cerca de arame. Os visitantes podem ainda explorar as outras cavernas - Buda, Naga e Chamois.

"Isto é uma coisa incrível que aconteceu às pessoas desta área", disse Vipa Romaneechutima, que vende bilhetes de lotaria perto da entrada da caverna, ao The Guardian. "As pessoas tentaram fazer de Tham Luang uma atração turística, muitas vezes, mas nunca se tornou popular. Agora é famosa em todo o mundo por causa dos meninos que foram salvos da caverna. Nós não estamos felizes apenas por causa do dinheiro dos turistas. Também estamos muito orgulhosos que as pessoas queiram viajar até aqui para ver o nosso parque. É uma honra para nós".

John Deeney e a esposa viajaram da Escócia até à Tailândia e aproveitaram para visitar o complexo da caverna. “Foi uma coisa incrível o que aconteceu aqui e é especial podermos ver o local. Eu imagino que o local se tornará uma enorme atração turística", disse o turista.

Há mais planos em andamento para promover a nova atração turística, como um museu para celebrar o resgate e homenagear o mergulhador, Saman Gunan, que morreu durante a operação de salvamento. Um habitante local, Phisek Kemapusit, falou sobre os próximos projetos: “Isto criará mais empregos para o povo Mae Sai, então os turistas são muito bem-vindos aqui".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.