As autoridades informaram, no entanto, que a praia continuará fechada para quem deseja apanhar sol, correr ou levar a família ao local, num esforço para manter as regras estritas de distanciamento social da Austrália.

A presidente da Câmara de Waverley, na região de Sydney onde fica Bondi, Paula Masselos, afirmou que os moradores das proximidades poderão voltar a surfar e nadar a partir de 28 de abril, apenas a partir de dois pontos de acesso.

"Estes corredores devem fornecer acesso seguro às águas apenas para nadadores e surfistas, ou seja, para que façam exercícios na água", disse Masselos.

"A areia permanece fechada, o que significa que as pessoas não podem correr, não podem fazer encontros e não podem levar os filhos para brincar na areia", completou.

Bondi e as praias vizinhas foram fechadas no fim de março, depois da divulgação nas redes sociais de fotos que mostravam jovens na areia a desafiar a proibição de encontros ao ar livre.

A área foi considerada ponto crítico da COVID-19, quando as autoridades detectaram mais de 180 casos entre moradores e campistas. O governo instalou uma clínica de detecção rápida da doença na localidade.

A Austrália registra mais de 6.600 casos e 74 mortes provocadas por COVID-19.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.