Foto: Chef Hari Chapagain @OVEN

A abertura do novo restaurante OVEN, na baixa de Lisboa, é a melhor das novidades para os apreciadores de comida indiana e nepalesa.

Como o próprio nome indica a “estrela” desta nova proposta gastronómica é o forno tradicional especial, conhecido na Índia como “Tandoor” e construído em cobre e barro especialmente para este restaurante, tal e qual como foi idealizado pelo seu fundador.

Todos os detalhes foram pensados para proporcionar a experiência de estar na Índia mesmo sem viajar, seja através da comida, da bebida, da decoração, da música, de toda a atmosfera.

Restaurante OVEN
Restaurante OVEN

E eis que chegamos ao mestre que dá vida a este novo OVEN: Hari Chapagain! Nascido no Nepal, Chef por vocação, criativo e empresário por opção, Hari é um apaixonado pela gastronomia, à qual dedica todo a arte que adquiriu sobre cozinha do mundo (no Nepal, na Índia, em Espanha e Lisboa) num restaurante que traduz a sua visão do que é a melhor cozinha indiana e nepalesa.

Alcançar o nirvana através dos sabores

Falemos então um pouco desta arte… pois é ela que nos vai levar a conhecer (e a regressar) ao OVEN. Cozinha tradicional com um toque de modernidade, na combinação dos sabores e no cuidado com a apresentação, é a forma como o Chef descreve o conceito do OVEN. Unir beleza e sabor, através da harmonia dos aromas, da cor e da textura, e com tudo isto procurar alcançar a perfeição. Todos os dias. O objetivo não podia ser mais ambicioso.

As propostas da carta têm presente a base da comida tradicional indiana, ou não fosse o “Tandoor” um elemento essencial desde a culinária da Índia ancestral, há mais de 5 mil anos.

O forno é construído em barro no seu interior, e o único em Lisboa, podendo ser apreciada a sua utilização no restaurante. É do seu processo de confeção, com temperaturas entre os 300 e 400 graus, que resulta uma comida com uma textura e sabores diferentes, simultaneamente fresca e saudável.

Forno tradicional indiano
Forno tradicional indiano no OVEN créditos: OVEN

A fusão única das especiarias que veem diretamente dos dois países é o toque final que torna os pratos tão saborosos.

Hari Chapagain destaca alguns pratos indianos de fazer crescer água na boca. Para além do Naan, o famoso pão que feito no forno é totalmente outra experiência, os pratos de carne como a Chicken Tikka, o Lamb Chop e o Tandoori Chicken são também confecionados no forno o que os torna muito suculentos.

Entre as propostas nepalesas, o Chef destaca um dos pratos mais populares do seu país natal, o MO:MO (também conhecido como Dumplings), para além do Goat Curry e do Sekuwa (carnes marinadas e cozinhadas no forno).

Na carta de sobremesas, entre as propostas 100% tradicionais estão a Gulab Jamoon e o Kulfi, podendo também surpreender-se com alternativas de fusão como as samosa with chocolate ou o Hot Brownie Sizzler.

Para acompanhar a refeição, bebidas como a Lassi (à base de yogurte), a Nimbu Paani, (limonada indiana) e a cerveja indiana, juntam-se a vinhos portugueses criteriosamente selecionados para combinar na perfeição com a carta.

Um sonho tornado realidade

A cozinha de autor era para Hari Chapagain apenas um sonho até há bem pouco tempo, finalmente concretizado pela resiliência de lutar por um projeto com a sua assinatura, ainda que atravessado pela pandemia e por todos os desafios que colocou ao setor da restauração.

Alimentado pelo desejo de surpreender os seus clientes e com um grande respeito por tudo o que é autêntico o objetivo de Hari Chapagain era desenvolver o conceito de juntar os sabores tradicionais com uma fusão de especiarias que haveria de atrair pessoas de todo o mundo.

Hari nasceu no Nepal, de onde saiu aos 23 anos rumo à Europa, ao encontro de oportunidades de trabalho, tendo vivido durante alguns anos entre Portugal e Espanha. Pôde entregar-se ao que mais gostava de fazer, cozinhar, experimentado novos práticos e técnicas, acrescentando assim várias aprendizagens, que lhe deram a experiência necessária para construir a sua carreira.

Com o orgulho de quem se dá agora a conhecer ao mundo, Hari não hesita em afirmar que o seu restaurante é tão importante para si, como Portugal, onde o seu coração nunca deixou de estar. Lisboa, uma cidade que se tornou tão cosmopolita e também famosa pela diversidade da oferta gastronómica, acabou por ser o local mais natural para abrir o OVEN.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.