Maçãs caramelizadas em Pequim, China

De fadas açucaradas a maçãs caramelizadas, esta guloseima remete mais a uma expressão comemorativa do que a uma comida típica. Tanto é que, na China, presentear as pessoas com estas maçãs na véspera de Natal, por exemplo, tem se tornado muito comum. A palavra correspondente a “Véspera de Natal” em chinês, "Ping'an Ye", que significa noite tranquila ou noite de paz, deriva da canção de Natal “Noite Feliz”. Em mandarim, “maçã” é traduzida como “píngguo", cujo som se assemelha à palavra ‘paz’, e foi daí que nasceu a tradição.

Maçãs caramelizadas em Pequim, China
créditos: Booking.com

Melomakarona em Atenas, Grécia

A melomakarona é uma sobremesa grega feita com farinha, azeite e mel. Juntamente com os kourabies - outra iguaria local -, esta guloseima é tradicionalmente preparada no Natal, mas também marca presença durante todo o ano na mesa de quem não resiste a um docinho.

Melomakarona em Atenas, Grécia
créditos: Booking.com

Latkes em Jerusalém, Israel

Jerusalém é o local ideal para provar a delícia do Hanukkah: Latkes, um saboroso e crocante bolinho de batata. Esta comida tradicionalmente judaica é famosa por ser frita em óleo, simbolizando o óleo que milagrosamente durou oito dias em vez de um, como descrito nos contos de Hanukkah.

Latkes em Jerusalém, Israel
créditos: Booking.com

Bacalhau na Cidade do México, México

‘Bacalao’, como o nome sugere, é a palavra em espanhol para o prato à base de bacalhau seco. Muito comum nas mesas portuguesas, no México, o peixe também ganha status de iguaria típica do Natal, quando é servido em forma de ensopado com tomate, cebolas, azeitonas, pimentão e alho.

Bacalhau na Cidade do México, México
créditos: Booking.com

Sochivo em Moscovo, Rússia

O Sochivo é um prato à base de grãos de trigo e, às vezes, lentilhas, ervilhas e cevada embebidas em água misturadas com mel. A refeição torna-se tradição nas festas de fim de ano, quando deve jejuar na véspera de Natal e esperar o anoitecer do dia de Natal, até avistar a primeira estrela no céu, antes de apreciar o Sochivo - em homenagem à estrela de Belém.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.