Madeira e Porto Santo são dois destinos em Portugal que têm vindo a reunir a preferência dos viajantes portugueses. Após uma boa estratégia na aliciamento de turistas ainda durante a pandemia da covid-19, o arquipélago da Madeira continua a beneficiar das réplicas de aprovação de quem por lá passou nessa fase. Entretanto, a Praia de Areia Dourada, no Porto Santo, foi eleita a mais bonita da Europa. Ingredientes para uma receita de sucesso.

Se são dos que vão viajar para a Madeira e Porto Santo nos próximos meses, deixamos um guia para umas férias em família tranquilas, sem esquecer a exploração essencial destes destinos.

Entrada e saída

Se há companhia que oferece viagens a bons preços e com regularidade é a Easyjet. A empresa aérea inglesa disponibiliza voos diários entre as ilhas e Portugal Continental, nomeadamente Porto e Lisboa. Desta forma, pode 'jogar', por exemplo, com entrada por Funchal e saída por Porto Santo ou vice-versa, aproveitando a ligação marítima entre as duas ilhas pela Porto Santo Line.

A nossa viagem de avião, sendo que éramos dois adultos, uma criança e um bebé, custou 289€ ida e volta, Porto-Funchal-Porto.

Divisão de dias

A entrada e saída de avião foi feita pelo Aeroporto da Madeira, no Funchal, com uma viagem de ferry para Porto Santo a meio das férias (de oito noites no total). Desta forma, exploramos primeiro a ilha de carro na primeira parte e na segunda, depois da passagem por Porto Santo, ficamos por Funchal.

Aluguer de carro

Foram dois dias inteiros a explorar a ilha da Madeira de carro. Optamos pela Funchal Easy Rent a Car, tratando-se de uma companhia que facilita a vida dos viajantes. Isto porque a chave do carro é entregue em mãos e o pagamento (já com todos os seguros incluídos) é feito na hora. Mediante um custo extra o carro pode ser devolvido no hotel em que estejam hospedados ou até antes de embarcar no ferry para o Porto Santo.

No nosso caso, para dois dias, mais duas cadeiras para crianças e devolução no hotel, a fatura foi de 90€. Isto no início de junho de 2021.

Madeira, parte I

Já dentro do carro e antes de pousar as malas no hotel, partimos em direção ao Pico do Arieiro, depois perdemo-nos na Floresta Laurissilva e fizemos o intervalo para almoço perto das casas típicas de Santana. O resto do dia serviu para descansar e banhar-se na piscina do primeiro hotel escolhido no Funchal: Pestana Carlton Hotel (143€ duas noites num quarto familiar).

Floresta Laurissilva, Madeira
Floresta Laurissilva, Madeira créditos: Volto JÁ

O segundo dia serviu para conhecer as Piscinas Naturais de Porto Moniz (a viagem de carro até lá é espetacular), Cascata dos Anjos, Praia do Seixal, Miradouro do Véu da Noiva, Câmara de Lobos e o Miradouro do Cabo Girão.

Miradouro do Cabo Girão
Miradouro do Cabo Girão créditos: Volto JÁ

Restaurante recomendado: Sea View, perto das Piscinas Naturais de Porto Moniz

Porto Santo

A viagem de ferry do Funchal para Porto Santo começou bem cedo, por volta das 07 horas da manhã, sendo que em época alta (julho a setembro) existe mais do que uma ligação por dia.

Ao chegar a Porto Santo, a forma mais fácil de chegar ao hotel, neste caso ao Pestana Porto Santo All Inclusive (706€ para quatro noites em regime tudo incluído), a partir do porto é por intermédio de táxi. Se estiverem à vontade, optem por partilhar o veículo com outras pessoas.

Pestana Porto Santo All Inclusive
Pestana Porto Santo All Inclusive créditos: Pestana

Inicialmente, confessamos que estas seriam umas férias tranquilas e, dentro do possível, para descontrair. Por isso foram quatro dias de praia e piscina apenas.

Além de restauração, Dentro do resort existe comércio, mas os preços estão, obviamente, inflacionados, por isso tratem de se prevenirem antes do check-in com produtos essenciais, principalmente para os mais novos.

Madeira, parte II

A segunda parte da visita à Madeira, agora mais propriamente à capital Funchal, teve como quartel-general o belo Savoy Palace (298€* por duas noites). Uma unidade hoteleira de topo, com piscina exterior aquecida e um serviço primoroso.

*(De momento,  os valores do Savoy Palace apresentam-se “a partir de 250€”) 

Savoy Palace, Funchal
Savoy Palace, Funchal créditos: Volto JÁ

Depois de um passeio matinal pela bela marginal da Avenida do Mar, subimos de teleférico (12,50€ ida para adultos e crianças até aos 6 não pagam) até ao Monte. Aqui, visitamos o espetacular Monte Palace Madeira (entrada 12,50€ para adultos e crianças até aos 15 não pagam).

Restaurante recomendado: Greenhouse Coffee Roaster, perto das bilheteiras do Monte Palace

Podem optar por um combinado de Teleférico+Monte Palace+Jardim Botânico - preços aqui - mas a nossa ideia passava por visitar apenas um dos jardins e descer de carros de cesto. Dependendo do número de pessoas, os preços da descida nestes tradicionais veículos variam entre os 25 e os 45 euros. No nosso caso, sendo dois adultos e duas crianças com menos de cinco anos, pagamos 25€ (duas pessoas). Experiência recomendada, nem que seja para manter as tradições madeirenses.

Monte Palace Madeira, Funchal
Monte Palace Madeira, Funchal créditos: Volto JÁ

Da parte da tarde, percorremos as pequenas ruas do Centro Histórico do Funchal, onde bebemos a típica poncha, passeamos no magnífico Parque de Santa Catarina e terminamos o dia a visitar o famoso Mercado dos Lavradores (atentos ao preço das frutas).

MADEIRA: FOTOGRAFIAS ASSOMBROSAS QUE MOSTRAM COMO A ILHA É BELA DE NOITE E DE DIA

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.