1º dia: São Bento da Porta Aberta | Praia Fluvial de Alqueirão | Vila do Gerês | Mata da Albergaria | Cascata da Portela do Homem

O primeiro dia do roteiro começa em pleno coração do Parque Nacional Peneda Gerês – na Vila do Gerês e arredores. Aqui concentram-se a maioria dos hotéis, restaurantes e outros serviços importantes de apoio à população e turismo.

Os destaques deste primeiro dia são a Mata da Albergaria e a Cascata da Portela do Homem, não podem mesmo perder!

Dica: Escolhemos um alojamento nesta área porque de facto está próxima de tudo aquilo que precisamos e ao mesmo tempo evitamos mais deslocações de carro.

2º dia: Pitões das Júnias | Cascata de Cela Cavalos | Ponte da Mizarela/Diabo

Neste segundo dia, o itinerário é mais curto porque Pitões das Júnias ainda fica longe da Vila do Gerês e o trilho para a Cascata de Cela Cavalos ainda é exigente. Ainda assim, se tiverem tempo, podem sempre acrescentar a Cascata de Pincães.

Para saber mais pormenores sobre os trilhos, cascatas e dicas, lê o artigo completo aqui.

Roteiro de 5 dias pelo Parque Nacional Peneda-Gerês
Ponte da Mizarela. Foto: Vens ou Ficas?

3º dia: Miradouro da Ermida| Cascata do Tahiti | Fafião | Poço Verde | Cascata de Pincães

A Cascata do Tahiti é realmente um dos lugares mais famosos de todo o Gerês e não podia faltar no nosso roteiro. Contudo, chamamos à atenção para o facto da cascata ser muito perigosa. Os sinais de perigo de morte à entrada fazem todo o sentido, não as ignores por favor! Todos os anos sucedem-se vários casos de quedas graves e mortais. Segue os trilhos oficiais, não leves chinelos e tenta ao máximo ter sempre as mãos livres de objetos durante a descida.

Da parte da tarde, aproveita para conhecer Fafião, que tem um Miradouro incrível e o famoso Poço Verde. A água pode ser bem fria, mas os seus tons de verde e azul são hipnotizantes. Foi sem dúvida um dos nossos lugares preferidos no Gerês. O percurso não está muito bem sinalizado, por isso. vê as nossas indicações aqui.

4º dia: 7 lagoas de Xertelo | Cascata do Arado | Miradouro da Pedra Bela

A melhor surpresa da viagem ficou reservada para o 4º dia de viagem. Estávamos assustados com o trilho de 12 quilómetros (seis quilómetros para cada lado) para as Sete Lagoas de Xertelo, mas, na verdade, fez-se muito bem porque o trilho está bem assinalado e é quase sempre em terreno plano. Há poucas palavras para descrever este lugar!

A atração tem este nome porque, como podem ver pelas imagens, ao longo da serra há sete lagoas, todas elas diferentes e autênticas. É difícil escolher a melhor. Aliás, as pessoas passeiam mesmo de lagoa em lagoa porque de facto todas elas têm composições diferentes.

Quanto à Cascata do Arado, atenção, porque no verão pode estar seca, informa-te primeiro. Por último, não há melhor plano que acabar o dia a ver o pôr do sol no Miradouro da Pedra Bela.

Segue as nossas aventuras no Instagram!

Roteiro de 5 dias pelo Parque Nacional Peneda-Gerês
Lagoas de Xertelo. Foto: Vens ou Ficas?

5º dia: Lindoso | Soajo | Santuário de Nossa Senhora da Peneda | Castro Laboreiro

Lindoso é a uma das “Aldeias de Portugal” e, como tal, não podia faltar no nosso roteiro. O Castelo de Lindoso e os Espigueiros de Lindoso são paragens obrigatórias e gratuitas.

Soajo faz também parte da lista das “Aldeias de Portugal” e o destaque da região, em termos de atrações, vai para os Espigueiros de Soajo. Se és fã das tendências podes ainda tirar umas belas fotos no Baloiço do Mezio.

Depois de uma curta paragem no Santuário de Nossa Senhora da Peneda é hora de conhecer Castro Laboreiro e o seu “castelo”. Desengane-se quem acha que vai achar o castelo à vista desarmada, porque na verdade sem as placas informativas ninguém o vê.

O castelo, na verdade, resume-se a ruínas que se encontram a cerca de 1000m de altitude, mesmo no topo da serra.

Para saberes onde comer no Gerês, clica aqui!

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.