O portador de um passaporte alemão consegue entrar em 177 países, sem necessidade de emissão de visto prévio. A Alemanha ocupa, assim, a primeira posição da lista divulgada pela empresa Henley & Partners, que, desde 2006, elabora este raking, com base na liberdade de viajar de cada país.

É na Europa que se localizam as posições cimeiras da lista, com os Estados Unidos, líder em 2014 e 2015, a cair para a quarta posição este ano, com a possibilidade de entrada sem visto em 174 países.

Logo a seguir à Alemanha, surge a Suécia (176 países). Finlândia, França, Itália, Espanha e Reino Unido estão empatados no terceiro lugar, com 175.

Portugal ocupa o número seis da lista, juntamente com Canadá, Irlanda, Luxemburgo, Noruega, Coreia do Sul e Suíça. Os passaportes destas nações permitem o acesso sem visto a 172 países.

A diferença social e económica entre países faz toda a diferença nas "portas" abertas pelo passaporte. Os países mais ricos apostam em dar aos cidadãos oportunidades de viajar mais livremente pelo mundo, já os países em guerra ou em conflitos constantes continuam no fim da lista.

É o caso do Afeganistão que, desde 2010, ocupa o último lugar, só permitindo o acesso sem visto a 25 países. Paquistão, Iraque, Somália, Síria e Líbia completam as posições finais do raking.

Os critérios que as autoridades levam em conta quando decidem dar acesso sem visto a cidadãos estrangeiros incluem "as relações diplomáticas, acordos recíprocos de vistos, riscos na segurança ou riscos na violação das regras do visto", explicou à CNN um porta-voz da Henley & Partners.

A empresa concluiu que, face à evolução da posição dos países no raking, a liberdade de circulação, no que toca ao acesso aos vistos, está a aumentar um pouco por todo o mundo.

Timor-Leste subiu 33 posições na lista, em relação ao ano passado, e está na posição 57. O país beneficiou de um acordo com a União Europeia em 2015. A China também tem subido algumas posições (está na 87), após alguns países como Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos terem diminuído as restrições de vistos para os turistas chineses.

Top 10 dos melhores passaportes - pelo número de países que permitem a entrada sem visto

1. Alemanha -- 177

2. Suécia -- 176

3. Finlândia, França, Itália, Espanha, Reino Unido -- 175

4. Bélgica, Dinamarca, Holanda, Estados Unidos -- 174

5. Áustria, Japão, Singapura -- 173

6. Canadá, Irlanda, Luxemburgo, Noruega, Portugal, Coreia do Sul, Suíça -- 172

7. Grécia, Nova Zelândia -- 171

8. Austrália -- 169

9. Malta -- 168

10. República Checa, Hungria, Islândia -- 167

Top 10 dos piores passaportes - pelo número de países que permitem a entrada sem visto

1. Afeganistão -- 25

2. Paquistão -- 29

3. Iraque -- 30

4. Somália -- 31

5. Síria -- 32

6. Líbia -- 36

7. Eritreia, Etiópia, Irão, Nepal, Palestina, Sudão -- 37

8. Kosovo, Sudão do Sul, Iémen -- 38

9. Bangladesh, República Democrática do Congo, Líbano, Sri Lanka -- 39

10. Burundi, Coreia do Norte, Myanmar -- 42

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.