Andar de bicicleta é uma excelente forma de descobrir Portugal. Além do benefício para a saúde, é um transporte económico, amigo do ambiente que nos confere um sentimento de liberdade inigualável.

Atenta às tendências atuais, a Zurich reuniu sete dicas para que possa pedalar com a máxima segurança.

1. Faça o aquecimento e tenha cuidado com a postura.

"Aqueça" o corpo antes de iniciar o seu percurso - é conveniente fazer alongamentos e trabalhar os músculos das pernas, a zona lombar e também o pescoço. Para evitar o surgimento de dores lombares, adote uma postura correta, que não deverá ser muito curvada.

2. Proteja-se a si e à sua bicicleta.

Quem anda de bicicleta sabe que as quedas podem ser mais frequentes do que o desejável, e por isso o uso de capacete de proteção é fundamental para evitar lesões na cabeça. Não se esqueça também do colete ou roupa refletora, das luvas e, eventualmente, de proteções para os joelhos e cotovelos, sem esquecer que o uso de óculos adequados também é importante para proteção dos raios solares, de poeiras e insetos. Equipe a sua bicicleta com campainha, espelhos refletores e luzes. Ajuste também regularmente parafusos, guiador e outros componentes.

3. Tome atenção à alimentação e à hidratação.

Antes de começar a pedalar evite ingerir alimentos muito pesados, que dificultem a digestão (como fritos, por exemplo), optando, em alternativa, por alimentos mais leves, como a fruta. Ao mesmo tempo é importante manter a hidratação do corpo, bebendo água com frequência.

4. Escolha a bicicleta certa para si.

Muitas vezes a escolha da bicicleta tem em conta o fator estético e não a sua finalidade. Deverá escolher uma bicicleta que se adeque ao uso que lhe quer dar. Por exemplo: quer ter uma bicicleta para uns breves passeios urbanos ao fim de semana ou para percorrer percursos montanhosos? Recorra a uma loja especializada para que lhe prestem apoio na seleção do modelo mais adequado para si.

5. Verifique a altura do selim.

Saltar este passo é um dos erros mais comuns e que provocam mais danos nos joelhos. O selim não deve estar nem muito alto, nem muito baixo. Se estiver muito baixo, os joelhos estarão muito flexionados, o que pode contribuir para o aparecimento de dores no joelho.

6. Guarde a sua bicicleta de forma adequada.

Sempre que não a utilizar, deve colocar a sua bicicleta, idealmente, num ambiente fechado, protegida dos elementos naturais (sol, chuva e vento), da humidade e de agentes corrosivos ou oxidantes, de modo a garantir a sua correta conservação. Não se esqueça que a limpeza regular e a lubrificação das partes móveis da bicicleta são também essenciais.

7. Não se esqueça das idas ao médico e à oficina.

Visitas regulares ao seu médico de família irão ajudá-lo a controlar melhor a sua saúde e a prevenir situações que o possam colocar em risco no exercício de práticas físicas (como, por exemplo, numa incorreta alimentação ou durante o período de recuperação de uma lesão). Esta dica aplica-se também à sua bicicleta, que precisa de check-ups. Caso note alguma irregularidade na bicicleta (barulhos, trepidações estranhas ou outras), leve-a a uma oficina especializada.

Não se esqueça destes cuidados ao pedalar para se certificar que o seu passeio de bicicleta é feito com toda a segurança e garantindo o seu bem-estar físico e mental.

17 ciclovias para descobrir Portugal de bicicleta

Percorra a galeria para descobrir os principais locais para andar de bicicleta em Portugal.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.