Mas a forma de que mais gosto de receber uma nova encomenda de livros da Lonely Planet é mesmo numa caixa de papelão, por correio. À antiga, como dizem os miúdos.

De cada vez que isto me acontece, por momentos, sinto-me uma criança com um brinquedo novo (mas, no meu caso, o encanto não passa ao fim de algumas horas).

O factor surpresa é o meu delírio. Na verdade, gosto do ritual todo. Começa logo quando me tocam à porta e me passam uma caixa para as mãos.

Depois, com um enorme sorriso estampado no rosto, vou sentar-me confortavelmente no chão. Corto a fita adesiva e abro devagar as abas da caixa. Retiro as protecções de embalagem. E o sorriso continua lá, quando pego um a um, nos artigos impecavelmente empilhados.

É incrível, pois sou eu que faço as encomendas online, por isso sei perfeitamente o que lá vem dentro. Mas, mesmo assim, de todas as vezes, repito todo este ritual com o mesmo deslumbramento.

Já conhecem os livros da Lonely Planet?
créditos: Viajar em Família

Comecei por comprar guias de vários destinos da Lonely Planet em livrarias portuguesas. O primeiro livro da colecção Lonely Planet Kids que encontrei (e não resisiti levar para casa) foi na Palavra de Viajante, uma livraria lisboeta especializada em livros de viagem.

O título do livro é “Londres, Tudo o que sempre quiseste saber”, adquirido mesmo antes da nossa última viagem a Inglaterra. Acompanhou-nos sempre pela capital inglesa.

Lembro-me de que os miúdos não o largaram durante toda a viagem. Até nos bancos do metro ou do autocarro, eles o manuseavam de trás para a frente à procura de coisas giras para ver e fazer. Depois vinham-me contar o que tinham aprendido.

É um livro cheio de curiosidades, muitas fotografias, mapas, segredos, pequenas histórias com um grafismo super colorido e apelativo. A linguagem é muito divertida e acessível, por isso as crianças acham piada. Ali sentem que alguém está mesmo a falar para elas.

Esta colecção chama-se “Só Para Filhos” (Not For Parents, em inglês), mas devo dizer que eu também devoro estes livros da Lonely Planet e sem qualquer sentimento de culpa!

Depois dessa primeira compra em loja física, já fiz várias encomendas directamente no site da Lonely Planet, que me vão parar à casa na tal caixa de papelão.

Para os mais pequeninos que ainda não dominam a língua, os livros em inglês podem ser uma desvantagem. Mas, numa outra perspectiva, também pode ser bom para os mais velhos que querem praticar o idioma.

Na minha última encomenda chegaram os mais recentes “City Trails” que achei uma continuidade/complemento aos “Not For Parents“. Com um grafismo e conceito muito semelhante. Ou seja, deliciosos do princípio ao fim.

Por Joana Batista do Viajar em Família

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.