Coonabarabran, Austrália

Uma combinação de total falta de luz artificial com alta altitude e baixa humidade, faz de Coonabarabran, nas margens do rio Castlereagh, a capital das estrelas na Austrália.

As melhores vistas do cintilante céu noturno podem ser encontradas no observatório Sliding Spring, no limite do Parque Nacional Warrumbungle. O Sliding Spring tem o maior telescópio ótico da Austrália, onde a Via Láctea pode ser vista em qualquer noite do ano. Aproveite ao máximo a oportunidade e reserve a sua viagem para assistir ao Star Fest, o festival anual de observação de estrelas em Coonabarabran, que acontece em outubro.

Onde ficar: Barkala Farmstay oferece aos viajantes a oportunidade de ficar numa quinta, enquanto desfruta de acomodações espaçosas e únicas, com vistas sobre a montanha. Também pode preparar um churrasco sob as estrelas.

Cabo Polonio, Uruguai

Localizada na costa leste do Uruguai, esta pequena aldeia não tem estradas principais e só pode ser alcançada através das dunas de areia, quer através de veículos 4x4 ou a pé.

Cabo Polonio não tem energia elétrica, assim como luzes de rua e cidades próximas, e esta falta de luz contribui para ter as condições perfeitas para observação de estrelas. A única eletricidade vem de geradores pessoais, e a maioria dos moradores prefere usar velas para terem luz durante o anoitecer.

Surpreendentemente, o farol local é o único edifício ligado à rede elétrica local. Além de observar as estrelas, a zona também oferece bonitas e tranquilas praias.

Onde ficar: Narakan é um verdadeiro escape para observação das estrelas. Localizada na praia, esta pousada é altamente recomendada pela sua comida e anfitriões hospitaleiros.

Borrego Springs, EUA

Borrego Springs está localizado a norte de San Diego, no Parque Estatal Anza-Borrego Desert, o maior da Califórnia. Há muito tempo que é um local privilegiado para observação de estrelas, quer por parte de profissionais como amadores, devido aos esforços dos residentes e da Comunidade Dark Sky para manter o mínimo de luz urbana.

Onde ficar: O Borrego Valley Inn é o local ideal para ficar. Relaxe nas duas piscinas exteriores ou na banheira de hidromassagem, enquanto espera pelo espectáculo de estrelas.

Vicuña, Chile

Descrita como um paraíso para os astrónomos, a pequena cidade chilena de Vicuña possui alguns dos céus mais claros do mundo para observação de estrelas, devido à sua proximidade com as montanhas dos Andes, que bloqueiam as nuvens.

Para chegar ao Observatório Mamalluca, siga pela Rota das Estrelas ( Ruta de Las Estrellas), um dos melhores lugares para aprender mais sobre as estrelas. com visitas guiadas regulares e visitas noturnas para que possa aproveitar ao máximo os céus escuros e claros.

Onde ficar: Idealmente localizado para explorar Vicuña e o Vale do Elqui, o Zaguan Hostal Boutique oferece belas vistas do terraço para incentivar a observação frequente de estrelas.

Barreal, Argentina

Com quase 300 noites sem nuvens por ano, muito pouca luz e sem vento, a Barreal oferece algumas das melhores condições do mundo para observar as estrelas.

A área local está sob regulamentos estritos para limitar o desenvolvimento e garantir que estas condições de excelência sejam mantidas, dando-lhe uma excelente oportunidade para ver estrelas cadentes e até mesmo a Via Láctea.

O Complejo Astronómico El Leoncito (CASLEO) está aberto desde o início dos anos 1980 e oferece a um número limitado de pessoas a oportunidade de fazer uma visita guiada noturna.

Durante o dia, pode apreciar a beleza da Cordilheira dos Andes, andar a cavalo pelo parque nacional e toda a beleza natural que Barreal tem para oferecer.

Onde ficar: Ecoposada El Mercedario oferece quartos tradicionalmente decorados e inspirados na bela paisagem de Barreal. Além de um restaurante no local, há também uma churrasqueira disponível para que possa desfrutar de uma refeição saborosa sob as estrelas.

Fotos: Booking.com

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.