A ginja (ou "ginjinha") de Óbidos é um dos mais famosos licores portugueses e já começou a conquistar o resto do mundo. O licor, num tom vermelho escuro, apresenta o sabor agridoce das ginjas e pode ou não conter o fruto no seu interior. Em Óbidos, é possível encontrar este licor um pouco por todo o lado. Apesar de existirem diversas receitas, os mais saborosos são aqueles que continuam a ser feitos de forma artesanal e usando ingredientes naturais que conferem à bebida maior qualidade, mantendo o verdadeiro sabor do fruto.

Uma das marcas de ginja que podemos encontrar na vila de Óbidos é a Oppidum, uma empresa familiar criada em 1987, por Dário Pimpão, um licorista autodidata, que passou a sua paixão pela ginja à sua filha Marta. É ela que nos conta mais sobre a produção da ginja que, na Opiddum, continua a ser feita de forma artesanal.

Ginjeira em Flor

O processo da produção da ginja inicia-se na seleção do fruto (nos ginjais) com produtores que, há décadas, fornecem as suas ginjas à empresa. "Ficamos com todas as ginjas dos produtores, mesmo quando há muita produção e não necessitamos de tanto fruto", explica Marta e acrescenta que "este ano houve pouca produção, mas não há problema uma vez que temos excedentes de anos anteriores". Depois de recebido o fruto, é retirado o pedúnculo - um a um - na licoraria, passando depois o fruto para uma infusão hidro-alcoólica onde se mantém durante alguns anos, sendo um processo bastante demorado. Desta forma é possível obter um extrato alcoólico saturado em ginja, fazendo com que o sabor do fruto seja mais intenso na bebida.

Após o tempo devido, em maceração, as ginjas são escorridas e esmagadas e é adicionado o açúcar. Desde o momento em que a ginja saí da arvore até ao momento em que chega ao copo podem passar-se 3 a 4 anos. A ginja Oppidum conta com ingredientes 100% naturais, não contém corantes, aromatizantes ou quaisquer outros aditivos artificiais.

Beba a ginja e coma o copo

A "ginjinha em copo de chocolate" é um clássico, encontrado à venda em toda a vila. Tudo começou no Festival do Chocolate de Óbidos, em 2005, quando Dário Pimpão adquiriu uma caixa de chávenas de chocolate e sugere à sua parceira - a Loja do Vinho - experimentar a venda do licor de ginja em chávena de chocolate, e assim surgiu a ideia e o slogan “beba a ginja e coma o copo” que hoje é já uma tradição e uma imagem de marca de Óbidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.