“Percorrer a Estrada Nacional 2 já era uma ideia antiga, mas o tempo era sempre pouco, sabíamos que cinco dias não seriam suficientes para explorar ao nosso estilo, parar em todos os cantos”, refere Pedro ao SAPO Viagens.

A possibilidade de percorrer com mais tempo a maior estrada portuguesa começou a desenhar-se depois do fim do estado de emergência devido ao surto de coronavírus. “Decidimos que mal terminasse o período de confinamento, iríamos fazer a rota, com as devidas precauções”, diz Pedro.

“A vanlife tem isso de bom, podemos percorrer quilómetros e parar em lugares sem ninguém, no meio da natureza”, completa Carolina.

Eles vão percorrer a Estrada Nacional 2 de autocaravana para
créditos: Mochileiros_VC

Antecipando que certas pessoas possam não encarar bem a decisão de viajar neste momento, o casal deixa claro que vai fazer a viagem de forma segura. Carolina e Pedro cumpriram a quarenta à risca e, além disso, querem contribuir para retoma do turismo e da economia em Portugal.

Numa altura em que o país avança com a segunda fase de desconfinamento, muitos alojamentos já estão de portas abertas, bem como restaurantes, este é o momento para recomeçar as viagens em Portugal, com os cuidados que devem fazer parte da rotina de todos nessa nova fase.

“Queremos divulgar o que é nosso, dar a conhecer o nosso país”, afirma Pedro. “Vamos ajudar negócios locais, hotéis e restaurantes, durante a viagem, dando o nosso feedback e criando um roteiro que depois vai servir de inspiração para que mais pessoas possam fazer este percurso”, indica Carolina.

Aliás, os “mochileiros” já têm recebido mensagens de muitos seguidores a dizer que querem fazer a mesma viagem nas próximas férias.

EN2, pelos caminhos da “Route 66 portuguesa”

A Estrada Nacional (EN2) é a mais mítica das rotas portuguesas, tendo sido comparada à Route 66, embora numa escala muito menor. Atualmente, EN2 consiste em cinco troços separados entre si, atravessa 35 concelhos, distribuídos por 11 distritos.

Ao longo dos seus 739 quilómetros, acena a alguns dos rios portugueses mais importantes, sobe e desce cinco serras e ainda admira tesouros nacionais reconhecidos pela UNESCO, sempre pelo interior do país.

É essa riqueza menos conhecida de Portugal que Carolina e Pedro pretendem explorar durante os próximos dias. Até porque sabem que o litoral, de onde são naturais, “vai estar cheio”.

“Queremos mostrar às pessoas que é possível fugir dos aglomerados, dar a conhecer estes sítios menos turísticos”, dizem. Mas “sempre de acordo com o nosso mood do dia”, destaca Carolina.

Eles vão percorrer a Estrada Nacional 2 de autocaravana para
créditos: Mochileiros_VC

Apesar de terem um guia da EN2 e de terem conseguido o passaporte da estrada, que foi lançado como forma de promover a EN2, Carolina e Pedro não têm um roteiro definido. Viajam de forma independente e ao ritmo da estrada.

Mesmo já tendo feito alguns contactos com hotéis e restaurantes, não se comprometeram com datas e a maior parte das noites vai ser passada dentro da Pingu, que se “porta lindamente, apesar dos seus 30 anos”, graceja Pedro. “Andamos sempre a tentar pô-la mais prática e acolhedora”.

Não fizeram grandes preparativos para a viagem: a vantagem de se viajar com a casa ao volante é que já está tudo preparado. “Só temos de adaptar as roupas que levamos ao clima”, conta Pedro.

Uma quarentena produtiva

Os amantes das viagens e do estilo vanlife (viajar de autocaravana) já devem ter ouvido falar deste casal de Vila do Conde. Carolina Calçada e Pedro Cerqueira mostram as suas aventuras a bordo da Pingu através do Instagram Mochileiros_VC.

Começaram por explorar Portugal e, no ano passado, completaram uma road trip de seis meses pela Europa, depois de terem deixado os trabalhos regulares e terem investido parte das poupanças para realizar um sonho.

Desde que chegaram desta viagem, decidiram começar um projeto de restaurar carrinhas para que mais pessoas pudessem experimentar este estilo livre de viajar, que cativa milhares de viajantes por este mundo fora.

“Por todas as reações que tivemos durante a viagem pela Europa, achamos que podíamos proporcionar esta experiência a outras pessoas e, quando chegamos, pusemos esta ideia em prática”, conta Pedro.

Compraram as carrinhas e começaram o restauro. No entanto, surgiu o coronavírus e o mundo parou. “Como já sabíamos que íamos ficar fechados em casa, compramos todo o material e aproveitamos este período para começar a fazer a conversão das carrinhas”, explica Pedro.

A Cereja foi a primeira carrinha restaurada e em junho começa a circular por aí. Em breve, mais duas carrinhas juntam-se à família dos Van.Didos, o projeto de Carolina e Pedro que promove este estilo de vida.

Até lá, pode seguir e inspirar-se na viagem dos “mochileiros” pela EN2 através do Instagram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.