É um património de Nisa e está certificada. As peças são feitas em feltro sobre feltro, todo cozido e cortado. Exige muito trabalho. Todo o processo é manual e antigamente as pessoas aplicavam um papel.

Bordados Nisa
créditos: Who Trips

Esta arte é utilizada na produção de uma grande diversidade de peças. Além das capas e cobertores fazem também saias de Camila, cortinados, colchas, almofadas…

Bordados Nisa
Arte aplicada em feltro créditos: Who Trips

As pessoas podem encomendar o que quiserem.
Antes as capas e cobertores eram exportados quase em exclusivo para os EUA. Agora, a maior parte vai para Itália, como também tapetes.

Bordados Nisa
Arte aplicada em feltro créditos: Who Trips

Há duas casas especializadas e há mulheres que fazem de modo complementar à sua profissão. Algumas artesãs têm grande reputação internacional e produzem peças com design moderno.

Outra arte que se destaca é o chamado Bordado de Nisa. É feito em feltro, preto ou branco. Sempre com cores matizadas para dar realce. Predomina o ponto cadeia.

Bordados Nisa
Bordado de Nisa créditos: Who Trips

Com este bordado produzem colchas, quadros, painéis e os mais conhecidas são enxarpes e os xailes de Nisa. Os feitos em feltro preto são muito usados por fadistas.

Os xailes são muito coloridos e sempre com desenhos de flores. O xaile pertence ao traje tradicional de Nisa e este é um dos motivos porque este tipo de bordado era ensinado desde muito cedo às raparigas.

Bordados Nisa
Bordado de Nisa em painel créditos: Who Trips

Isabel Pinheiro, cuja família tem uma loja de artesanato em Nisa, começou a aprender aos quatro anos de idade. Aprendeu com uma mestre. A mãe levou-a a aprender mais as irmãs ao antigo “asilo” onde estavam as senhoras que transmitiam o conhecido e a experiência.

Bordados Nisa
Bordado de Nisa créditos: Who Trips

Esta é uma prática que entrou em desuso. Hoje bordado é feito apenas por pessoas com mais de 50 anos. A maior parte faz para uso doméstico. Pouca gente produz para venda.

Em Nisa pode ver os bordados em lojas, na casa de artesãs ou no Museu do Bordado e do Barro que fica no centro histórico.

Bordados Nisa
Foto no Núcleo do Bordado créditos: Who Trips

Há ainda o Núcleo do Bordado que funciona numa casa tradicional. Estão em exposição peças bordadas e muitas fotografias das bordadeiras sentadas à porta de casa. Esta era uma prática muito usual há algumas décadas atrás.

Bordados Nisa
Foto no Núcleo do Bordado créditos: Who Trips

Eram as jovens que faziam o seu enxoval, a chamada cama da noiva, com colchas, cobertores, lençóis, toalhas… Outras mulheres aprendiam cedo com as bordadeiras para obterem algum rendimento económico. Estas práticas fizeram dos bordados de Nisa uma arte popular.

Bordados Nisa
Isabel Pinheiro com a mãe, dona da loja de artesanato créditos: Who Trips

Bordado de Nisa para rainhas e fadista faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.
A emissão deste episódio, Bordado de Nisa para fadista, pode ouvir aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.