Para além de várias habitações, encontramos aqui também restaurantes, cafés, WC públicos, chafariz de água e lojas com produtos típicos da zona.

Já por si só, a aldeia é muito bonita e transmite-nos uma paz brutal. No entanto, a aldeia com o seu estilo rústico inconfundível não é a principal atracção. Foi ali construído um Eco-Parque Sensorial que faz as delícias de miúdos e graúdos.

Este espaço reaproveitado na Pia do Urso constitui um parque temático e sensorial (adaptado a invisuais), acompanhado de um circuito pedestre. As placas possuem informação em português, inglês e braille e a entrada é gratuita.

Além do verde predominante da paisagem e a calma envolvente do local, o parque é composto por diversas estações interactivas e lúdicas. É um circuito muito interessante para ser feito com crianças, em que também os adultos se podem divertir.

Segundo reza a lenda, um urso que antigamente vivia naquela serra tinha por hábito ir beber água a uma pia originada da formação rochosa – daí o nome Pia do Urso. Actualmente, o parque retrata essa pia com o urso ali perto.

Ao longo do percurso pedestre há várias placas que informam sobre a flora e fauna do local, tornando-o assim também num local didáctico.

O percurso em si é relativamente pequeno, no entanto não é aconselhável a pessoas com dificuldade de locomoção uma vez que o piso é irregular.

P.S. Como em qualquer lugar que visitamos, especialmente em locais verdes como este, tenha atenção ao lixo produzido. Não deixe lixo espalhado. Um gesto simples e o ambiente agradece!

Sigam as nossas aventuras mais recentes no Instagram

Artigo originalmente publicado no blogue Viver o Mundo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.