A seleção foi feita pela momondo para celebrar o Dia Mundial da Fotografia, que se assinala a 19 de agosto.

1. Costa de Dorset e East Devon, Reino Unido

Durdle Door
Durdle Door créditos: Pixabay

Também conhecida como a Costa Jurássica, a Costa de Dorset e East Devon oferecer-lhe-á uma viagem visual dos romances de Jane Austen, com uma margem interminável de formações rochosas, falésias de lamito vermelho, praias cobertas de fósseis de dinossauros, baías pacíficas, prados verdejantes e aldeias românticas. Já está convencido? Então pegue na sua câmara fotográfica e vá até ao arco de pedra calcária de Durdle Door, uma maravilha geológica que se ergue quase verticalmente no mar.

2. Trópicos Húmidos de Queensland, Austrália

Pássaro em Queensland
Florestas em Queensland créditos: Pixabay

Com um terreno acidentado, ravinas profundas, rios e cascatas de tirar o fôlego, os Trópicos Húmidos de Queensland são uma das florestas tropicais mais bonitas que poderia fotografar em todo o mundo. Ao longo da costa nordeste da Austrália, esta floresta contém inúmeras plantas e espécies raras de animais. Fotografe perto de 90 tipos de orquídeas diferentes, ouça os sons de pássaros únicos deste local e faça pontaria ao papagaio rei australiano verde e vermelho que certamente ficará com uma pose elegante no momento do click.

3. Santuários do Panda Gigante em Sichuan, China

Pandas em Sichuan
Pandas em Sichuan créditos: Pixabay

Viaje até às profundezas da província Sichuan no sudoeste da China, rodeado de parques alegres e montanhas cobertas de neve, para conseguir aquilo que poucos conseguem: observar os residentes mais famosos e adorados da China, os ursos panda. Na Reserva Natural Nacional de Wolong poderá conhecer cerca de 150 destes adoráveis animais, desde crias do tamanho de ratinhos a pandas adultos que só gostam de dormir e comer bambu.

4. Grutas de Aggtelek Karst e Slovak Karst, Hungria/Eslováquia

Dobšinská Ice Cave
Dobšinská Ice Cave créditos: Slovakia.com

A fronteira entre a Hungria e a Eslováquia alberga as 712 grutas de Aggtelek Karst e Slovak Karst, formando o maior sistema de grutas da Europa Central. O complexo de grutas de Baradla-Domica, que se estende por 25 quilómetros, inclui uma redoma com uma acústica incrível onde poderá desfrutar de bons momentos ao som de música clássica. Também a não perder é a Gruta de Gelo de Dobšinská, uma gruta repleta de formações de gelo completamente incríveis como cascatas de gelo, estalagmites de gelo e glaciares.

5. Floresta de Białowieża, Polónia/Bielorrússia

Floresta Białowieża
Floresta de Bialowieza créditos: Pixabay

Intocados há séculos, estes bosques têm hoje uma grande diversidade de fauna e flora. Os seus carvalhos anciães, cujo diâmetro aumenta ano após ano, têm até nomes próprios tal como o Grande Mamamuszi, de 34 metros de altura, ou o Rei de Nieznanowo. Aqui, a natureza chega-lhe não apenas pela visão, mas também pela audição: poderá apreciar os uivos dos lobos, assobios das corujas, gritos dos alces e rugidos dos veados. Poderá encontrar cerca de 25% da população mundial de bisões. Se quiser “provar” a floresta, experimente a famosa vodka Żubrówka, feita com um rebento de relva de bisão nascido na mesma e não se esqueça de registar o momento.

6. Geirangerfjord e Nærøyfjord, Noruega

Fiordes, Noruega
Fiordes créditos: Pixabay

Há quem diga que os fiordes da Noruega são alguns dos lugares mais singulares do planeta e que a sua beleza surreal até faz com que os visitantes coloquem em dúvida o que os seus próprios olhos observam. A nordeste de Bergen, Geirangerfjord e Nærøyfjord, com 120 km de distância, estão entre os fiordes mais compridos e profundos do mundo. Oferecem uma paisagem íngreme com penhascos de meio quilómetro de altura que caem diretamente sobre o mar, cascatas que nascem de alturas inimagináveis e uma água que reflete tons de azul e esmeralda. Opte por fazer um passeio de barco ou ferry pelos corredores estreitos e deixe que esta paisagem de água, rocha e verde o conquiste.

7. Ha Long Bay, Vietname

Ha Long Bay
Ha Long Bay créditos: Pixabay

Segundo a lenda, a Baía Ha Long foi criada por um grande dragão que desceu da montanha sobre o mar e esculpiu os enormes pilares de pedra calcária e ilhotas que a compõem. Mesmo que seja mentira, a verdade inquestionável é que esta baía está entre os mais famosos pontos turísticos do Vietname uma vez que as suas 1.600 ilhas e ilhéus criam uma paisagem marinha de contos de fadas, capaz de deixar boquiaberto até o mais céptico dos viajantes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.