A Organização Mundial de Turismo calcula que, em 2030, haverá cerca de 1.800 milhões de viagens internacionais de lazer, em contraste com os 1.200 milhões existentes em 2016.

Estes números, aliados ao turismo localizado, promovido pelas redes sociais como o Instagram, têm consequências graves tanto nas infraestruturas das principais atrações turísticas como nos seus ecossistemas.

Há quem tente retardar o efeito desta consequência do turismo massificado, mas, para alguns lugares, talvez já seja tarde demais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.