Foi descoberta pelos portugueses em 1502, tornou-se numa colónia britânica e foi o destino final de Napoleão Bonaparte, que morreu exilado na ilha em 1821. Está a 2.200 quilómetros da costa angolana, perdida no oceano Atlântico: bem-vindos à ilha de Santa Helena, um dos territórios mais remotos do mundo, onde agora já se pode chegar de avião.

As ligações aéreas comerciais regulares à ilha começaram no dia 14 de outubro. A hipótese de construir um aeroporto já existe desde 1930 mas foi sendo adiada. A pista, no meio das escarpas rochosas da ilha vulcânica, provou ser pouco segura para aviões de grande porte, depois de vários testes de aterragens desde 2016.

Descubra mais na nossa galeria de fotos sobre a ilha de Santa Helena, a "irmã" mais velha do território britânico ultramarino de Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.