Apesar de poder parecer à primeira vista uma cidade “fria”, Moscovo rapidamente conquista os visitantes com a sua beleza, arte e história- Por isso, se procura um destino diferente para as suas próximas férias, considere a capital da Rússia. Aproveite os bilhetes para Moscovo da TAP e vá conhecer esta grandiosa cidade!

Veja aqui tudo o que não pode perder.

PRAÇA VERMELHA

Lembro-me bem de me aproximar da Praça Vermelha pela primeira vez e de ser tomada por um sentimento de assombro face à sua opulência e imponência.

A Praça Vermelha, Património Mundial da UNESCO, é o símbolo mais reconhecido da Rússia e um dos locais mais importantes de Moscovo do ponto de vista histórico, geográfico e até espiritual.

Este antigo centro do poder político da Rússia remonta ao final do século XIII e tem uma longa história.
Originalmente, foi o local de um mercado central e também um lugar sagrado, palco de procissões e cerimónias religiosas. Os czares eram aqui coroados e ainda hoje é usada para desfiles oficiais e outros eventos políticos.

A atração principal da Praça é a magnífica e colorida Catedral de São Basílio, construída sob o governo de Ivan IV — um edifício tão bonito que se conta que Ivan, o Terrível, mandou cegar o seu arquiteto, Postnik Yakolev, para que nunca mais pudesse criar algo tão magnífico.

Moscovo
créditos: The Travellight World

Mas a Praça Vermelha tem outros marcos importantes como o histórico Centro Comercial GUM, o Monumento Minin-Pozharsky, o Museu Histórico do Estado, o Mausoléu de Lenine, o Kremlin e a Catedral Kazan.

As ruas mais importantes de Moscovo partem da área da Praça Vermelha e estendem-se por várias vias em torno da cidade.
Um passeio por Arbat — a rua mais famosa da cidade, com muitos cafés, artistas e músicos de rua, garante uma tarde bem passada.

As deslocações entre as diferentes atrações são facilitadas pelo metro de Moscovo, uma das redes de transporte público mais antigas, mais movimentadas e mais bonitas do mundo.

Algumas estações parecem parte de um palácio, com os seus impressionantes candelabros, mármores, estátuas e murais.

KREMLIN IZMAILOVSKY

Quase todos os que visitam Moscovo conhecem o Kremlin, mas poucos sabem que há outro localizado fora da rota turística mais convencional, o Kremlin Izmailovsky.

"Kremlin" é uma palavra russa que significa “fortificação construída para proteger uma cidade”. Mas este não é o caso do Kremlin Izmailovsky. Este espaço foi edificado como um complexo cultural e de entretenimento em 2007, imitando a arquitetura russa do século XVIII. Aqui pode-se encontrar o palácio do czar, construído com o mesmo estilo do palácio de verão do czar Alexey Mikhailovich em Kolomenskoye; a Igreja de São Nicolau, a mais alta igreja de madeira da Rússia (46 metros de altura), museus, cafés ou lojas de souvenirs.

Há dois mercados notáveis em Izmailovsky: um Mercado de Antiguidades, onde se pode comprar livros antigos e móveis e o Izmailovsky Vernisazh, que oferece uma variedade de lembranças e artesanato tradicional de diferentes regiões russas.

Moscovo
créditos: The Travellight World

O Kremlin Izmailovsky abriga ainda vários museus. São eles o Museu da Vodka, que conta a história secular da vodka russa; o Museu de Artes Populares; o Museu do Chocolate; o Museu do Pão, que inclui um espaço onde os visitantes podem assar e decorar pão de gengibre e aprender o segredo de fazer panquecas russas tradicionais. E ainda há espaço para o Museu da História da Frota Russa que fala sobre as conquistas de Pedro, o Grande na criação da marinha russa.

Outros museus a não perder na cidade são o Museu Pushkin, que é dedicado à arte europeia e um dos maiores do mundo neste género e a Galeria Tretyakov, que apresenta principalmente obras de artistas russos.

JARDINS

Os parques e jardins de Moscovo são muito bonitos e ideais para fugir um pouco da agitação da cidade. O mais famoso é o Parque Gorky. É composto por 3 partes principais: jardim Neskuchny, o santuário natural “Vorobyovy Gory” (que tem uma bela vista panorâmica da cidade) e as áreas verdes da Universidade Estadual de Moscovo.
Muitos moscovitas passam aqui os seus fins de semana, passeando, descansando, praticando desporto ou jogando xadrez.

O Jardim Alexander também merece uma visita. É considerado o primeiro parque público de Moscovo e fica ao longo do muro ocidental do Kremlin. Muitas flores e vistas impressionantes do Kremlin fazem dele um local favorito para os habitantes locais e turistas. No século XVII, o rio Neglinnaya percorria os jardins atuais, com barragens e moinhos ao longo das suas margens. Quando o rio foi desviado para o subsolo, o jardim foi criado pelo arquiteto Osip Bove, em 1821, mantendo esta referência.

Moscovo
créditos: The Travellight World

TEATRO BOLSHOI

O lendário Teatro Bolshoi, inaugurado em 1856, é uma referência das artes em Moscovo e abriga dois palcos que apresentam extraordinários espetáculos de ópera e ballet.

É possível visitar o Teatro Bolshoi comprando um bilhete para assistir a um espetáculo ou fazendo uma visita guiada (em inglês) organizada pela própria equipa do teatro.
A visita inclui uma passagem pelo Palco Histórico, pelo Novo Palco e pelo Salão Beethoven

O Palco principal ou Histórico, fica no edifício datado de 1856, no qual se apresentam as óperas e ballet.
O Novo Palco está num prédio próximo; mais modesto e moderno, foi originalmente construído para abrigar as apresentações quando o palco principal estava a ser restaurado. O Salão Beethoven fica também no edifício histórico e é utilizado para concertos.

Para comprar bilhetes, o melhor é ir ao site oficial do teatro (versão em inglês disponível). Estes costumam ser colocados à venda com cerca de dois ou três meses de antecedência.

NOITES BRANCAS

Se viajar até Moscovo considere visitar também São Petersburgo. A segunda maior cidade russa fica a 3h45 de comboio de Moscovo (no Expresso Sapsan) e é um destino famoso pelos seus palácios, museus e pelo Festival das Noites Brancas, um evento único originado pela sua localização geográfica.

Por estar tão a norte, São Petersburgo tem um período do ano (habitualmente junho e julho) em que o sol nunca desce o suficiente abaixo da linha do horizonte para o céu escurecer completamente e aí, tornando difícil distinguir os dias das noites.

Durante as Noites Brancas, há espetáculos musicais e eventos culturais variados, muitas pessoas vestem-se de anjos e há muita animação nas ruas. É uma experiência inesquecível!

São Petersbourg
créditos: The Travellight World

Texto: Ana Maria Barreto - The Travellight World