A chef francesa Dominique Crenn, que fez história em 2018 ao tornar-se a primeira mulher a conquistar 3 estrelas Michelin, decidiu remover a carne do cardápio dos seus restaurantes.

"A carne é complicada", confessou Dominique à CNN Travel. "Temos que ter consideração pelo ecossistema em que vivemos e não destruí-lo". Assim sendo, a chef francesa decidiu que era mais simples remover a carne do cardápio por completo.

Na verdade, não foi uma grande mudança operacional, já que o Petit Crenn nunca teve carne, e o Atelier Crenn  abandonou-a há dois anos, por isso foi apenas Bar Crenn que precisou fazer mudanças.

O peixe ainda está presente no cardápio de alguns de seus restaurantes, mas Dominique continua a pensar sobre o assunto.  "O peixe também é um problema. Portanto, não se surpreendam se daqui a alguns anos eu tornar todos os meus restaurantes vegetarianos." O próximo projeto de Dominique Crenn, Boutique Crenn, que será inaugurado na Salesforce Tower de São Francisco em 2020, também deve ter apenas pratos vegetarianos.

Esta mudança é considerada um marco interessante a nível gastronómico, já que refeições sofisticadas são, geralmente, associadas a produtos de origem animal e poucos restaurantes vegetarianos conseguem o reconhecimento internacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.