Argentina: Um beijo no ar (sem tocar a bochecha da pessoa cumprimentada com os lábios) na face é o cumprimento mais comum, especialmente entre amigos de amigos.

Ásia: O beijo e o toque devem ser evitados especialmente em países como a Tailândia, Camboja ou Indonésia. Aqui, normalmente saúda-se alguém com uma vénia e as palmas das mãos unidas. No Japão, uma vénia também é suficiente como forma de cumprimento. Mas entre família e amigos mais chegados o abraço é o mais frequente. Se for à China não estranhe se apenas receber um aceno e um sorriso de um nativo. Os beijos também não são comuns mesmo entre familiares e amigos próximos. Um abraço é sinal de maior afeto.

Brasil: Dentro do país há várias variações. No Rio de Janeiro, o mais comum é ser recebido com dois beijos nas bochechas e, às vezes, um abraço. Em São Paulo um beijo apenas é o mais comum.

França: Dependendo da região que visita, a quantidade de beijos pode variar. Em Nantes, cumprimenta-se com não menos do que quatro beijos na face. Em Toulouse conte com dois e em Brest apenas um. Regra geral os lábios não devem tocar a face, mas o som do beijo quer-se audível.

Índia: O aperto de mão é aceitável entre homens mas não entre homem-mulher. Os mais idosos, em particular, devem ser saudados com uma vénia e um toque de mão num dos seus pés.

Norte da Europa: Normalmente o aperto de mão é o comprimento mais usual, mas entre amigos chegados cumprimenta-se com um beijo. Na Holanda, por exemplo, é muito comum dar-se três beijos entre amigos e família.

Nova Zelândia: Os nativos do país, os “maoris” têm uma forma de saudação peculiar: com o nariz. As testas também se devem tocar.

Países árabes: O duplo beijo no ar é obrigatório, mas apenas entre pessoas do mesmo sexo.

Portugal: Já reparou que em Portugal se beija primeiro na face esquerda e depois na direita? Em Estrasburgo, França, e em algumas zonas de Itália é exatamente o contrário. Em Portugal, o duplo beijo na face é bastante comum entre desconhecidos. Em França ou Itália, está geralmente reservado para amigos chegados e família.

Rússia: O aperto de mão quer-se bastante firme, particularmente entre homens costuma ser levado bastante a sério. Mais, o cumprimento deve ocorrer apenas após ter passado a soleira da porta de entrada.

Tibete: Provavelmente o mais peculiar dos gestos. Os tibetanos cumprimentam-se pondo a língua de fora.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.