Foto: Imagem ilustrativa@Pixabay

A mulher fazia parte de uma expedição com 25 pessoas alojadas em tendas no oeste do território localizado a aproximadamente 1.000 quilómetros do Polo Norte.

"Um urso entrou num acampamento esta manhã por volta das 06h30 (hora local) e feriu uma francesa no braço", declarou à AFP o chefe da polícia local, Stein Olav Bredli. "A sua vida não está em perigo", acrescentou.

A turista foi resgatada de helicóptero para o hospital de Longyearbyen, a principal cidade do arquipélago.

"Houve disparos contra o urso polar, que se assustou e abandonou o lugar", disse Bredli.

O animal ferido foi localizado posteriormente pelas autoridades e foi sacrificado devido à magnitude das suas feridas.

Um urso macho pode pesar entre 300 e 600 quilos, enquanto a fémea pesa metade deste valor. Para estar preparado para um eventual encontro com os ursos, em Svalbard é obrigatório levar uma espingarda ao sair das comunidades urbanas.

De acordo com uma contagem de 2015, no setor norueguês do Ártico vivem aproximadamente 1.000 ursos polares, uma espécie protegida desde 1973.

Cerca de 300 vivem o ano todo no arquipélago e alguns mudaram-se para a parte ocidental do território, onde também há concentração de humanos. Os ursos haviam desaparecido da região quando a caça ainda era permitida.

Desde 1971 foram registados seis ataques mortais de ursos. O último, em que morreu um holandês de 38 anos, foi em 2020.

Segundo os especialistas, o degelo dos glaciares devido ao aquecimento global está a privar os ursos polares dos seu locais de caça favoritos, onde se alimentam de focas, e está a aproximá-los de áreas habitadas por humanos, em busca de alimento.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.