As obras nessa propriedade só serão concluídas no início de 2019, mas, suspensas entretanto para permitirem a realização do evento, já permitiram aumentar o recinto de 10.000 para 12.000 metros quadrados e introduziram alterações significativas: a substituição de todos os percursos de terra por calçada ou tapete betuminoso, a deslocação do pórtico de entrada para a rua principal de acesso ao castelo e uma nova área para espetáculos com 680 lugares sentados junto à sede local do INATEL.

"Vai ser um espaço imaginário totalmente renovado em termos de ordenamento territorial, privilegiando a magia, a cor e as acessibilidades - seja em cadeira de rodas ou em carrinho de bebé, já que muito do nosso público-alvo são pais que ainda transportam as crianças em cadeirinha", revela à Lusa o diretor-geral do evento, Pais Sérgio Pais, da empresa municipal Feira Viva.

Os preços para acesso a Perlim aumentam este ano 1 euro em todos os escalões, até ao montante máximo de 7 euros por um bilhete individual de adulto, mas, dos mais de 120.000 visitantes registados nas edições de 2016 e 2017, só em entradas gratuitas foram contabilizadas "quase 2.500 crianças com idades dos zero aos dois anos".

"Tínhamos que dar mais condições de conforto e mobilidade aos pais, que agora, mesmo em caso de chuva, deixarão de ter que andar na terra ao circular pelo recinto", realça Paulo Sérgio Pais.

No mesmo espírito, a organização também reforçará este ano a oferta de fraldários e espaços de amamentação: "Esses espaços evoluíram para uma verdadeira área de acolhimento, no que recebemos o apoio da marca italiana de puericultura Brevi, que tem produção em Santa Maria da Feira, e da fundação suíça Medela, de soluções para amamentação".

Quanto à oferta de animação do parque, que estará em funcionamento em 22 tardes de dezembro com recurso a uma equipa diária de 200 pessoas, a edição de 2018 de Perlim incluirá 24 áreas temáticas, entre as quais cenários sobre a Lapónia, áreas de slide e arborismo, uma rampa de esqui este ano deslocada para junto do castelo e novas pontes suspensas para a Mata das Guimbras.

Já no que se refere a espetáculos, dos vários anunciados constam performances rotativas de curta duração no lago da quinta, "os mega-espetáculos ‘Hora Mágica' e ‘Se o tempo parasse' junto ao INATEL" e ainda o "show" de encerramento com fogo-de-artifício junto ao castelo, sob o mote "Bons sonhos e até amanhã".

O investimento de 400.000 euros na organização de Perlim - que Paulo Sérgio Pais diz ser "autossustentável há vários anos" - será complementado com iniciativas paralelas da própria Câmara Municipal, que já esta sexta-feira, às 21:00, acolhe na Praça da República um espetáculo para ativação da iluminação da época e encenação da chegada do Pai Natal.

Outras medidas no centro da cidade em torno da oferta de Perlim são a animação natalícia dos restaurantes aderentes a esse projeto temático, a exposição sobre "O universo do Pai Natal" no Museu Convento dos Loios e, em 2018 pela primeira vez, também a feira natalícia que a autarquia terá em funcionamento durante esta sexta-feira à noite e mais 20 dias de dezembro no Mercado Municipal Fernando Távora, com propostas regionais de restauração, artesanato e música alusivos à quadra.

Paulo Sérgio Pais compromete-se ainda a reforçar a presença de Perlim na internet: além de um canal de vídeo próprio na plataforma YouTube, a organização anuncia "a realização de uma série de episódios educativos sobre o imaginário do evento, para divulgação online regular ao longo de todo o ano".

Fonte: Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.