As autoridades das Filipinas encontraram quatro malas abandonadas com um total de 1529 tartarugas raras, no aeroporto de Manila. Apesar de estarem amarrados com fita cola e "escondidos" entre roupa e itens pessoais, todos os animais sobreviveram.

As autoridades acreditam que o  contrabandista é um cidadão filipino que estava a viajar para Manila, num voo da Philippine Airlines, a partir de Hong Kong.

O comércio ilegal de animais selvagens nas Filipinas é punível com pena de prisão de até dois anos e multa de até 200 mil pesos (3405 euros).

Em 2018, as autoridades filipinas entregaram 560 animais selvagens e espécies em extinção e em 2019 já interceptaram iguanas, camaleões e dragões-barbudos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.