“O Largo Cónego Manuel Fernandes Nogueira era utilizado como parque de estacionamento, o que nos deixava constrangidos, já que não era minimamente dignificante”, afirmou o presidente da Câmara.

Segundo Luís Paulo Costa, a intervenção em curso prevê a substituição do pavimento e novas condições para pessoas com mobilidade condicionada, além da criação de barreiras naturais aos automóveis.

A empreitada, no valor de 320 mil euros, inclui também a substituição do pavimento junto à igreja matriz.

O autarca salientou que a intenção, articulada em conjunto com os comerciantes da aldeia histórica, é fazer do largo “uma grande esplanada, com mesas, cadeiras e mobiliário urbano apropriado ao local”.

“Queremos dar prioridade às pessoas e tirar os carros do largo”, acrescentou o presidente da Câmara, dando conta que estão também a decorrer obras de requalificação nos sanitários públicos e no posto de turismo local, no âmbito de uma candidatura ao programa Valorizar.

Os trabalhos do novo pavimento em xisto do largo encontram-se a decorrer “em boa velocidade” e a expectativa de Luís Paulo Costa é que até ao final de junho estejam concluídos.

A Câmara de Arganil tem também em execução a reformulação do núcleo museológico, no montante de 75 mil euros, através de fundos exclusivamente municipais.

A intervenção destina-se a transformar a “sala de visitas desta Aldeia Histórica de Portugal num espaço mais ordenado, confortável e seguro, facilitando a mobilidade e convidando as pessoas a descobrir todos os cantos e encantos do Piódão”, sintetiza.

Classificada como imóvel de interesse público, Piódão é uma das 12 Aldeias Históricas de Portugal, construída em pedra de xisto, com uma configuração semelhante a um presépio, e a segunda “que mais interesse suscita, no âmbito da procura, pesquisa e visitação”, de acordo com o presidente o presidente do município de Arganil.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.