O recheio do Maranho da Sertã é “carne de cabra, enchidos que normalmente é presunto, arroz, tempero e hortelã para dar frescura ao conjunto.”

Maranho da Sertã
créditos: andarilho.pt

Seguindo o testemunho de testemunho de Carlos Miranda, presidente da Câmara da Sertã, as carnes são cortadas em pedaços pequenos, ficam a marinar, é adicionado o arroz e depois de o saco ser fechado com uma linha vai a cozer durante mais de uma hora.

Maranho da Sertã
créditos: andarilho.pt

Segue-se a prova e, segundo Carlos Miranda, “por vezes no primeiro paladar as pessoas notam que tem um sabor com algum caracter. Não deixa as pessoas indiferentes. Nós temos um outro ensacado que é o bucho, feito com carne de porco, frango, pão e aromatizado com laranja e tem um sabor mais suave. Mas quando se gosta de maranho, logo à primeira ou depois, fica-se mesmo a gostar.”

Maranho da Sertã
créditos: andarilho.pt

O sabor é de facto intenso, muito marcado pela carne de cabra e com o ligeiro travo de hortelã. O prato pode ser acompanhado com vários alimentos. Carlos Miranda prefere com legumes. “O maranho já tem a proteína da carne e hidratos de carbono do arroz. Eu gosto de comer com vegetais salteados, um acompanhamento simples. Em muitos restaurantes o maranho é acompanhado de salada e batatas fritas.”

Maranho da Sertã
Carlos Miranda, presidente da Câmara da Sertã créditos: andarilho.pt

O Maranho da Sertã tem a indicação geográfica protegida, correspondente ao concelho e diferencia-se de outros devido aos ingredientes e à prática de  o revestimento do estomago de cabra ser cosido à mão com agulha e linha.

Maranho da Sertã
créditos: andarilho.pt

É uma das marcas do concelho. Está na origem do festival gastronómico que hoje começa e vai até dias 17, domingo.  “Temos ainda informação sobre o maranho, palestras, demonstrações que ensinam a confecionar e momentos musicais com artistas consagrados.

Maranho da Sertã
créditos: andarilho.pt

A origem da Maranho da Sertã não está muito determinada. O primeiro registo é de 1858 e muito do saber fazer foi transmitido oralmente. “É um prato tradicional que as pessoas faziam sobretudo em momentos de festa. Há cerca de 20, 30 anos perdeu-se um pouco, mas reapareceu graças à restauração.
Neste momento, para além do Festival do Maranho é um prato que está presente praticamente todos os dias em todos os restaurantes da Sertã.”

Maranho da Sertã
créditos: andarilho.pt

Por outro lado, os ingredientes que ainda hoje são utilizados revela-se que é preservada a identidade regional porque “os produtos são locais e relacionados com a nossa cultura ancestral. As cabras eram muito importantes na região porque o terreno é pobre e em circunstâncias muito difíceis é a cabra que consegue sobreviver. Por isso está relacionada com o nosso território e gastronomia.”

Maranho da Sertã:quem gosta é para sempre faz parte do programa da Antena1 Vou Ali e Já Venho e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.