A cidade de Ponta Delgada, que fica na ilha de S. Miguel, nos Açores, modernizou-se mas mantém as suas ruas estreitas repletas de comércio tradicional, mercados e lojas de iguarias. Mantém o que é típico mas aposta numa arquitetura moderna na marina, por exemplo, onde há muita animação nos bares, cafés e restaurantes.

A essa zona chama-se Portas do Mar, que acolhe também jardins, parque infantil, uma piscina natural (grátis) aberta o ano inteiro, e as piscinas com entrada paga, que só estão abertas no verão. É aqui também que está o Pavilhão do Mar onde são realizados variados eventos.

Na primeira visita pela cidade de Ponta Delgada sugerimos que passe pelas Portas da Cidade, que são uma espécie de sala de visitas da cidade. Foram edificadas em 1783 junto do cais a Leste da cidade. Só mais tarde, em 1952, foram transferidas para o local atual, na Praça de Gonçalo Velho Cabral. Um ano mais tarde, em 1953, foram classificadas como Imóvel de Interesse Público. Mostram três arcos de volta perfeita e, no centro, o brasão das armas reais e da cidade.

Lagoa das Sete Cidades
Lagoa das Sete Cidades créditos: DR

O que visitar

- Igreja Matriz de São Sebastião

Construída no século XVI, apresenta exemplos de gótico tardio, e a fachada principal, com estilo manuelino. Na fachada sul da Igreja estão dois bustos, do rei D. João III e de D. Catarina. Junto à igreja está um museu e arte sacra e, no interior, encontra o altar de Nossa Senhora do Rosário. É classificado como Imóvel de Interesse Público.

- Forte São Brás

O Forte ou Castelo de São Brás - cuja construção começou em 1551 e foi remodelado várias vezes - é um exemplar de arquitetura militar quinhentista e é a atual casa do Museu Militar dos Açores.

- Museu Carlos Machado

Está instalado no Convento de Santo André. Pode visitar coleções de arte sacra e até de brinquedos, tudo relacionado com a história local.

- Igreja do Senhor Santo Cristo/ Igreja de Nossa Senhora da Esperança

A Igreja do Santo Cristo - também apelidada de Igreja de Nossa Senhora da Esperança - faz parte do Convento da Esperança, onde se venera a imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Ambos os monumentos são do século XVI e albergam a conhecida imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Reza a lenda que foi o Papa Paulo III que ofereceu, às freiras do convento, a imagem. Este convento é também conhecido também porque num banco de jardim, onde está uma âncora, ficou assinalado o local onde, em 1891, se suicidou o conhecido poeta Antero de Quental.

- Igreja de São José

Foi construída nos séculos XVII e XVIII no local onde tinha existido uma ermida. Começou a ser construída em 1709 e apresenta, sobretudo, os estilos maneirista e barroco. Tem anexas as Capelas do Senhor dos Terceiros e de Nossa Senhora das Dores.

- Igreja de Todos-os-Santos - Igreja do Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada

Em 1591, a Companhia de Jesus chega aos Açores. Um ano mais tarde começa a construção da Igreja do Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada. Com a expulsão dos Jesuítas, em 1760, a igreja ficou sem o seu espólio. Em 1834, foi adquirida ao Estado, por Nicolau Maria Raposo de Amaral, proprietário do Colégio dos Jesuítas, e 139 anos depois os seus herdeiros doaram a igreja à Câmara Municipal de Ponta Delgada que cedeu o espaço para se fazer o Núcleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado.

- Convento e Igreja de Santo André

O edifício sede do Museu Carlos Machado está instalado no antigo Convento de Santo André, primeiro padroeiro da cidade de Ponta Delgada. A história deste imóvel de arquitetura conventual começa na fundação, em 1567, e foi entregue à ordem feminina de S. Francisco, em 1577.

- Igreja Paroquial de Nossa Senhora das Neves

Foi construída entre 1472 e 1480. Com o passar dos séculos ficou tão degradada que teve de ser reerguida em meados do século XVIII. As obras continuaram, no século XIX e, atualmente, sobressai o barroco, da primeira metade do século XVIII, as pias de água benta em pedra dos séculos XV e XVI, e uma pintura sobre tábua de S. Cristóvão século (datada dos séculos XVI/XVII), assim como a escultura de Nossa Senhora das Neves.

Ponta Delgada
Ponta Delgada créditos: Viaje Comigo

Passear/Diversões

- Mercado da Graça

O espaço não tem nada de especial – tirando a loja do Rei dos Queijos mesmo ao lado – mas são os produtos, que lá são vendidos, que o tornam visita obrigatória. Descubra as anonas, o doce araçal, o inhame e a batata doce local. Se puder, prove tudo! Não tem de provar obrigatoriamente no mercado, mas faça-o nos restaurantes e cafés da ilha, provando os pratos regionais.

- Observação de Cetáceos

São várias as empresas que promovem a observação de cetáceos, ou observação de baleias, como é mais usado. E apesar de se usar sempre o termo "baleias" e estas possam ser avistadas é também possível avistar golfinhos e outros cetáceos, tartarugas, tubarões e diversas aves marinhas. É no verão que se veem mais mamíferos marinhos. As saídas de barcos podem ser canceladas devido ao mau estado do tempo e do mar.

Nos Açores existe uma antiga tradição de caça à baleia e por isso mesmo existem, ao longo da costa, as torres de vigia, com binóculos, para se avistarem as baleias e se ajudar os marinheiros.

- Piscinas naturais

Estão abertas o ano inteiro, com entrada grátis. Basta levar o fato de banho, entrar e dar um mergulho no mar. Tem local onde trocar de roupa. Num dia em S. Miguel consegue apanhar quase as quatro estações. com sol e chuva. Com sol este é o sítio onde vai querer estar e a água do mar nunca está muito fria.

- Passeios

Pode fazer passeios de charrete ou de Tuk Tuk. Passam pelo centro da cidade e dão a conhecer os principais pontos turísticos de Ponta Delgada. Pode fazer a pé o centro histórico e descobrir os artísticos grafittis espalhados por vários locais, de artistas nacionais e internacionais.

Grafitti em Ponta Delgada
Grafitti em Ponta Delgada créditos: Viaje Comigo

- Jardim Antero de Quental

Espaço verde que homenageia o poeta nascido em Ponta Delgada em 1842. Suicidou-se em 1891, no Campo de São Francisco, onde está um banco com uma âncora e a palavra Esperança. Fica frente à Igreja do Senhor Santo Cristo/ Igreja de Nossa Senhora da Esperança.

- Casa de Natália Correia

Casa onde nasceu a poetisa portuguesa. Fica na Rua do Monte, na freguesia de Fajã de Baixo. Telefone: (+351) 296 636 139

- Espetáculos

Veja a agenda do Coliseu Micaelense ou do Teatro Micaelense e aproveite para conhecer as salas e assistir a um dos espetáculos que por lá passam.

- Lagoa das Sete Cidades

Faz parte do concelho de Ponta Delgada. Neste caso, a lagoa é uma só, dividida por uma ponte. Mas, por ter duas cores diferentes, foram-lhe atribuídos dois nomes: a Lagoa Verde e a Lagoa Azul. A profundidade máxima da Lagoa das Sete Cidades é de 33 metros, e o comprimento máximo de 4,2 quilómetros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.