Não admira que seja um destino amado e procurado por turistas. Por 3 milhões deles a cada ano, para ser mais exacto. O ano passado fui um dos privilegiados viajantes que conheceu Cinque Terre como parte de uma viagem por Itália. Foi provavelmente o meu sítio favorito de todos e tenciono voltar.

Por ser um sítio mais remoto, literalmente entre mar e montanha na região da Ligúria, a logística é um pouco complexa. Demorei um pouco a perceber o melhor sítio para ficar, como ir do ponto A para o ponto B e que trilhos pedestres fazer. Olhando para trás, este é o guia que gostava ter lido antes de planear a minha viagem.

Quando visitar Cinque Terre

Cinque Terre
A vila de Corniglia créditos: DR

Contra todos os conselhos e dicas, visitei Cinque Terre no pico do Verão. E posso confirmar que os meses quentes trazem mesmo muita gente a Cinque Terre.

Muitos destes turistas chegam em cruzeiros e ficam apenas um dia, especialmente na zona de Monterosso al Mare, sem dúvida a mais concorrida. De manhã cedo e ao fim do dia qualquer uma das vilas torna-se bem mais calma.

Acho honestamente que o Verão traz toda uma nova vida às 5 vilas de Cinque Terre, especialmente em relação ao mar. Abrem-se oportunidades para fazer kayaking, stand-up paddle, ou simplesmente dar um mergulho ao fim do dia que provavelmente não seriam tão agradáveis no Outono ou Inverno.

Mesmo com as potenciais multidões, visitar Cinque Terre no Verão vale a pena, mas não consigo deixar de pensar que a altura ideal é em Maio-Junho ou Setembro-Outubro, quando o tempo é bastante convidativo e não há (demasiado) turismo de massas.

Onde ficar em Cinque Terre

Onde ficar em Cinque Terre
Ficar num sítio com vista vale a pena! créditos: DR

Escolher a zona onde ficar em Cinque Terre depende de muitos factores: paisagem e actividades, mas também preço e logística para chegar a outros sítios.

Aqui fica um resumo das 5 vilas de Cinque Terre para tornar a escolha um pouco mais fácil:

Monterosso al Mare: A maior, melhor conectada e mais plana vila de todas em Cinque Terre. Tem o trunfo de ter praias com areia e a melhor escolha de hotéis, restaurantes e lojas. Para quem quer férias em família ou/e sem grandes complicações, é a melhor escolha.

Vernazza: Tem um pouco de tudo, desde vistas deslumbrantes do Castelo Doria, casas de todas as cores e um porto pitoresco. A minha melhor refeição em Cinque Terre foi aqui, no restaurante Il Pirate Delle 5 Terre. Melhor panna cotta da minha vida!

Corniglia: A mais única de todas as vilas. Não tem acesso directo ao mar, mas como fica no alto de uma falésia, compensa com uma vista incrível sobre as montanhas e o Mediterrâneo. É também a menos turística, o que pode ter a ver com o facto de ser necessário subir 382 degraus (!) desde a estação de comboio para chegar até lá. Não há melhor maneira de compensar as calorias da comida italiana.

Manarola: A “miúda popular” de Cinque Terre. As casas coloridas que se amontoam na escarpa desde as vinhas no topo até quase até ao mar são um íman para Instagrammers e não só. No Verão, ficar aqui é uma boa escolha, com vários locais para estender a toalha e mergulhar nas águas turquesas do Mediterrâneo.

Riomaggiore: Semelhante a Vernazza, esta vila tem uma rua principal que serpenteia pelas pitorescas casas até ao pequeno porto piscatório. Tem uma pequena praia e boas conexões de comboio, mas há que ter em atenção que o principal caminho pedestre até Manarola - a famosa Via Dell’Amore - está fechado para renovações até 2021.

Onde quer que fiques, a minha sugestão é encontrares um sítio com vista. Não vais querer perder a oportunidade de acordar inspirado com o mar em plano de fundo.

Como movimentar-se em Cinque Terre

Para as melhores vistas, há um serviço de ferry que conecta 4 das vilas em Cinque Terre (todas excepto Corniglia que não tem acesso ao mar) com horários reforçados durante o Verão. Não é possível fazer reservas de bilhetes.

No entanto, a maneira mais rápida e eficiente é usar o comboio. A Trenitalia conecta as 5 vilas através de comboios frequentes, a cada 10-15 minutos. Podes usar bilhetes individuais ou passes diários (Cinque Terre Train Card). Atenção que há comboios expresso que não param em algumas das vilas.

Caminhar em Cinque Terre
créditos: DR

Finalmente a minha opção favorita é… a pé! As vilas estão conectadas por dezenas de caminhos pedestres, com nível de dificuldade muito variável. As boas notícias é que as vistas são magníficas e não precisas ser um atleta olímpico para fazer a maior parte dos trilhos em Cinque Terre. As más notícias é que a juntar às altas temperaturas no Verão há (muitas) escadas e pessoas que tornam o percurso mais difícil. Além disso, o terreno é acidentado e com muitos desníveis, o que levou às autoridades italianas a aplicar multas a quem usar chinelos e sandálias nas caminhadas.

Ainda assim, é uma experiência a não perder. Se só puderes fazer um percurso, aconselho Vernazza - Monterosso. Vê aqui mais dicas de trilhos em Cinque Terre, incluindo o que levar na mochila, e que trilhos e respectivos sentidos são mais fáceis.

Praias em Cinque Terre

Praias em Cinque Terre
Praias de areia são uma raridade créditos: DR

Honestamente, praias não são o forte de Cinque Terre. Na verdade, se o teu principal objectivo é fazer praia, fica por Monterosso al Mare, a única das 5 aldeias com praias de areia. Há uma pequena secção gratuita, mas a maior parte é concessionada com espreguiçadeiras e guarda-sóis.

Isso não quer dizer que não possas dar um mergulho no incrível mar da Ligúria gratuitamente. Há inúmeras baías, piscinas naturais, e praias de pedrinhas para descobrir. O meu sítio favorito foi um pequena baía entre Manarola e Corniglia.

Comer e beber em Cinque Terre

Cinque Terre
As vilas de Cinque Terre têm quase sempre montanhas com vinhas como fundo créditos: DR

Todos sabemos que Itália não é sítio para contar calorias. Para além da “básica” tríade de pasta, pizza e gelato, em Cinque Terre há algumas iguarias a não perder. Começando pelo marisco: o frito misto é um mix de polvo, anchovas, lula e camarão frito e servido num cone. Perfeito para acompanhar com um copo de vinho branco das vinhas das montanhas que rodeiam Cinque Terre.

A região da Ligúria é ainda conhecida pela focaccia - experimenta ir a uma padaria bem cedo de manhã buscar uma bem quentinha, não te vais arrepender - e pelas especialidades de pasta como o pesto e o ravioli. Ravioli alla genovese é uma excelente escolha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.