Por Andreia Marques, líder de viagens The Wanderlust

Esta área geográfica, épica na sua história natural e humana, é usualmente conhecida pelos seus desertos áridos, paisagens caracterizadas por cores invulgares, montanhas majestosas e impressionantes canyons.

O sudoeste americano abrange vários estados americanos e explorá-lo na sua totalidade levaria provavelmente alguns meses. No entanto, é possível em duas semanas visitar vários pontos icónicos dos Estados Unidos.

Para tornar esta road trip ainda mais memorável, ficam aqui algumas sugestões de experiências imperdíveis que deverá incluir nesta viagem pelo sudoeste americano.

Fazer um tour no Lower Antelope Canyon

O Lower Antelope Canyon é um desfiladeiro estreito localizado no norte do Arizona. Conhecido pelos seus peculiares desenhos e pela forma como a luz entra através das aberturas superiores da rocha em diferentes momentos do dia. Estes ângulos do sol, sempre em movimento, refletem a luz de um lado para o outro nas paredes estreitas, criando uma exibição deslumbrante de cor, luz e sombra. As formas de cores avermelhadas dentro deste desfiladeiro são fantásticas e a experiência é imperdível.

O Lower Antelope Canyon foi criado ao longo de milhões de anos pelas forças da água e do vento, esculpindo lentamente o arenito em diferentes texturas e formas, que hoje podemos contemplar.

Tornou-se numa atração turística incrivelmente popular, um local imperdível para fotógrafos, turistas e visitantes de todo o mundo.

Ver o pôr-do-sol no Horseshoe Bend

Horseshoe Bend, imagem icónica do Arizona, é caraterizada por uma imensa curva em forma de ferradura ao longo do curso do Rio Colorado. Os rumores sobre a beleza deste sítio, um dos locais mais fotografados da América, não são exagerados. É um local de fácil acesso, o que significa que normalmente é um sítio com a presença de muitos visitantes.

Ver o pôr-do-sol neste local deixa qualquer um sem palavras. Durante esta altura do dia, o Horseshoe Bend  fica lotado de inúmeras pessoas ansiosas para observar e registar o contraste espetacular entre os tons vermelhos dos desfiladeiros e as cores esverdeadas do rio.

Explorar o Monumental Valley

Situado na Reserva da Nação Navajo, o Monument Valley carateriza-se por um aglomerado de vastos montes de arenito, tendo o mais alto 300 metros de altura. Este é um dos mais majestosos e mais fotografados pontos do mundo. Aqui espíritos ancestrais infundem-se nas paisagens que parecem estranhas, mas distintamente familiares, graças aos vários filmes de que foi cenário.

Neste ícone dos Estados Unidos, vale a pena testemunhar a cor da paisagem, em constante mudança e, através da companhia de um índio Navajo, explorar todos os segredos desta zona e conhecer a história da verdadeira América.

Tudo isso se combina em harmonia para tornar Monument Valley uma experiência verdadeiramente maravilhosa.

Ver o céu estrelado no Utah

Infelizmente é muito difícil observar as estrelas em grandes cidades, pois elas são ofuscadas pelas luzes urbanas. O sudoeste americano é um dos melhores lugares dos Estados Unidos para observar as estrelas, sendo o sudeste remoto do Utah um dos lugares mais mágicos para ter esta experiência.

Os desertos e espaços abertos nesta área são os lugares mais escuros da América e oferecem algumas das melhores oportunidades para ver claramente as estrelas. Aqui, não há poluição luminosa e nenhum obstáculo que possa bloquear a vista. O clima árido é regularmente claro aqui, o que significa que o céu está livre de nuvens na maioria das noites.

Conduzir na mítica Route 66

A Route 66 é uma das estradas mais famosas do mundo e já foi retratada em diversos filmes, livros e músicas. Não é à toa que está na bucket list de muitas pessoas e continua a fascinar turistas de todo o mundo.

Um forte símbolo de liberdade, de descoberta e de aventura, foi a primeira estrada alcatroada a ligar o leste do país aos territórios do Oeste.

Na década de 1980, esta estrada mãe foi substituída por grandes autoestradas e atualmente só 85% pode ser transitada.

A auto-estrada I-40, no Arizona, dá acesso rápido a alguns dos melhores e mais cativantes fragmentos sobreviventes da Route 66.

Uma verdadeira viagem no tempo, com algumas das imagens americanas mais clássicas, e com o típico cenário das casas históricas, dinners, lojas e hotéis que se mantiveram praticamente intactos ao longo do tempo.

Sobrevoar o Grand Canyon

Sobrevoar o Grand Canyon de helicóptero é uma das experiências mais indescritíveis e, sim, obviamente das mais caras. No entanto, vale bem cada cêntimo gasto. A vista do Grand Canyon por si só já é incrível, a sua grandeza, profundidade, uma coleção de cores a fundir-se numa rara paisagem difícil de descrever por palavras. No entanto, sobrevoar esta belíssima área, e obter esta magnífica vista panorâmica, é ter uma noção ainda mais real da sua grandiosidade.

Mais de meio milhão de visitantes sobrevoam de helicóptero o Grand Canyon. Os tours variam de preço e duração e a maioria desses passeios descola do aeroporto do Grand Canyon, localizado nos arredores do parque.

Para vistas incríveis e adrenalina, os passeios de helicóptero do Grand Canyon são uma experiência muito difícil de superar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.