Os cheiros, o barulho a mastigar, a gordura que se agarra às mãos... Alguns fatores que podem tornar um simples lanche numa situação menos confortável quando estamos a bordo de um avião. Cada um é livre para comer o que quiser, mas existem algumas coisas que podem ser evitadas para o bem-estar geral dos passageiros.

1. Cheetos

O barulho que produzem quando os mastigamos, o cheiro intenso e os pedacinhos que se agarram aos dedos - e que são quase sempre lambidos - são os principais motivos para evitar comer este "snack", que, além disso, é pouco saudável.

2. Salada niçoise

Ok, aqui o problema não se prende em ser pouco saudável, mas a mistura de ingredientes desta salada  - ovos, azeitonas, atum, pimentos ou anchovas - pode causar enjoos aos passageiros mais sensíveis. Que tal optar por uma salada mista?

3. Fast food

Comer um hambúrguer com batatas fritas antes de embarcar é um hábito de muitas pessoas, mas levar este lanche para dentro do voo é uma ação a ser evitada, mais uma vez, o cheiro intenso deste género de comida espalha-se rapidamente pelo avião.

4. Pastilha elástica

Mais um ponto que pode gerar discórdia entre os viajantes. As chicletes são um grande aliado para ajudar a desentupir os ouvidos durante o voo, mas o problema levantado aqui não é mascar uma pastilha elástica, mas sim o que alguns passageiros fazem depois de consumi-la: colam-na nos bancos ou nas mesas. E isso não é, de todo, uma boa prática.

5. Sandes de manteiga de amendoim ou amendoins no geral

Um alimento cada vez mais na moda mas que deve ser evitado nos aviões, isso porque existem muitas pessoas alérgicas ao amendoim e algumas crises podem ser causadas só pelo toque. Não queremos assistir a uma crise alérgica a bordo, por isso é melhor evitar este "snack". Que tal uma sandes de queijo ou fiambre?

Veja também: