A marca Yotel, com um conceito tecnológico, vai abrir o seu primeiro hotel na Península Ibérica, o Yotel Porto. Consigo, chegam os robôs que funcionam como robôs mordomo, e que foram configurados pela Beltrão Coelho para realizar entregas de snacks ou outros itens diretamente ao cliente.

Os robôs Yolinda e Yogiro estão assim preparados para interagir com o cliente, proporcionando-lhe uma experiência mais independente: os snacks ou bebidas são colocados numa das gavetas do robô e é digitado um código correspondente ao número da porta do quarto onde este se irá dirigir, subindo através do elevador, com o qual comunica (ao chegar ao elevador, o robô envia um sinal para que a porta seja aberta e, posteriormente, comunica qual o andar para onde deseja ir).

Ao chegar ao andar, dirige-se à porta do quarto e aciona uma chamada telefónica. Quando o hóspede atende, ouve uma mensagem que indica que o seu pedido chegou e que deve abrir a porta, momento em que o robô deteta a sua presença e desbloqueia uma das gavetas, para que este possa retirar o seu pedido.

Yotel Porto
Yotel Porto créditos: Yotel Porto

Terminada a entrega, o robô dirige-se para os quartos onde irá fazer as próximas entregas (dado que pode ter duas ou três gavetas), ou, caso não tenha mais entregas, encaminha-se ao ponto inicial.

Com os robôs já presentes em várias áreas da nossa vida, tais como na vida doméstica, indústria, medicina ou na área militar, tem havido uma aposta no desenvolvimento de robôs que se relacionam com humanos, de entre os quais se destacam robôs para teleconferência; robôs para receção e acompanhamento em eventos; robôs para transporte de objetos (como são o caso da Yolinda e do Yogiro).

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.