Um Rolex de grandes dimensões dá as boas vindas aos visitantes. Pela pressa dos empregados em abrir a porta aos clientes e estacionar os carros topos de gama que começam a fazer fila percebe-se que o final da tarde é uma hora movimentada neste hotel de cinco estrelas, o mais luxuoso de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Chegam de Ferrari, Rolls Royce, Lexus ou Porsche. No chão de mármore, junto à porta principal, há um empregado só para limpar as marcas dos pneus.

Os clientes atravessam um extenso corredor até ao bar e entre todas as bebidas destaca-se o 'capuccino'. Só que este não é um 'capuccino' qualquer. É decorado com três gramas de ouro comestível. Quem quiser pode também pedir uma 'flûte' de champanhe com o mesmo ingrediente. No Emirates, a maioria dos pratos também é confecionado com algumas gramas deste metal precioso. Todos os anos se gasta entre cinco a seis quilos de ouro na cozinha.

 

O luxo faz parte do dia-a-dia dos hóspedes. O governo de Abu Dhabi gastou 3,5 mil milhões de dólares para construir o hotel. Tem 394 quartos e suites, que variam entre os 55 e os 680 metros quadrados, uma praia privativa com areia branca importada da Argélia e mais de mil empregados de 60 nacionalidades.

O 'design' foi da responsabilidade de uma equipa de especialistas ingleses em decoração de palácios. Há palmeiras no interior do hotel e as paredes e o chão são de mármore. O tecto do Emirates é forrado em papel com partículas de ouro e tanto os candeeiros com os puxadores das portas são feitos de cristais.

Entre os principais clientes estão milionários de todos os cantos do mundo, que podem pagar mais de dois mil euros por noite. As suites são compostas por três quartos de grandes dimensões, sala de estar e sala de jantar. Estão também equipadas com telefone, computador e ecrãs gigantes de televisão.

Por  volta das 20h30, o parque de estacionamento começa a ser pequeno para os visitantes que chegam para jantar ao som de violinos. Num país com um crescimento sustentado, o requinte e o bom gosto fazem parte do dia-a-dia.