Partimos do Funchal pela estrada ER103 em direção ao Faial sem sequer imaginarmos a beleza que iria surgir pelo caminho.

Rapidamente entramos numa vasta mancha florestal onde a fauna e a flora mais característica da ilha se pronunciam.

Madeira: o trilho pela Floresta Laurissilva que o vai levar a um dos mais belos miradouros da ilha
créditos: Pedro Sá

Chegamos a um pequeno parque de estacionamento, um pouco antes do início do trilho, e que excelente local para começar a nossa visita já que mesmo ao lado existia um cenário idílico, uma escadaria com pequenas cascatas rodeadas do verde das árvores onde apenas o som da água a saltar todos aqueles degraus se fazia ouvir.

Um pouco mais abaixo e já nos planos da nossa visita, estava o Posto Aquícola do Ribeiro Frio onde fomos recebidos por um simpático senhor que nos explicou como tudo funcionava e que nos despertou ainda mais a curiosidade sobre o que iríamos encontrar ao longo do dia.

Posto Aquícola do Ribeiro Frio
Posto Aquícola do Ribeiro Frio créditos: Pedro Sá

O percurso que pode ser feito em apenas 1h30 acompanha a Levada da Serra do Faial e dá acesso àquele que é considerado um dos mais belos miradouros da ilha, o Miradouro dos Balcões.

Com alguma ajuda do portal Visit Madeira percebemos que pelo caminho podemos observar várias espécies indígenas e endémicas da Madeira pertencentes ao ecossistema e são essas mesmas espécies que dão vida às maravilhosas fotografias que fomos captando.

Ribeiro Frio
Ribeiro Frio créditos: Pedro Sá

Fomos avistando também algumas espécies de avifauna, tal como nos foi informado, mas a verdade é que nos prendiam de tal forma o olhar que dificilmente conseguimos fotografar esses momentos.

Pelo caminho encontramos também alguns turistas, mas nem isso retirou qualquer beleza ao trilho pois todos estavam deslumbrados com a caminhada e o silêncio ainda corria por todas aquelas montanhas.

Madeira: o trilho pela Floresta Laurissilva que o vai levar a um dos mais belos miradouros da ilha
créditos: Pedro Sá
Levada
Levada créditos: Pedro Sá

Achamos também importante mencionar a importância da recuperação e preservação de pequenas habitações que fomos encontrando e a originalidade com que algumas são utilizadas para a venda de pequenas recordações ou produtos típicos da ilha.

Mas o melhor ainda estava para chegar, já no final do percurso surge o tão esperado miradouro onde é possível observar belas paisagens sobre o vale da Ribeira da Metade e da Freguesia do Faial.

Madeira: o trilho pela Floresta Laurissilva que o vai levar a um dos mais belos miradouros da ilha
Vista para o Faial créditos: Pedro Sá

De um lado penhascos incríveis e misteriosos rasgavam as nuvens, do outro o sol dava ainda mais brilho às águas do oceano.

Para amantes de fotografia panorâmica este recanto tem de fazer parte da vossa lista.

Área integrante da Rede Natura 2000, tem especial importância pela condensação da água dos nevoeiros nas folhas das plantas e esse foi um dos fatores que tornou as nossas imagens ainda mais especiais.

Madeira: o trilho pela Floresta Laurissilva que o vai levar a um dos mais belos miradouros da ilha
créditos: Pedro Sá

Em dias de boa visibilidade, bem lá no alto podemos observar os picos da ilha, o Pico do Areeiro (1817m), Pico das Torres (1851m) e o Pico Ruivo (1862m).

Para o regresso ao Ribeiro Frio terão de fazer o mesmo caminho, mas desenganem-se se acham que já não será tão interessante, na Madeira existem sempre novas sensações e descobertas a serem vividas.

Não podíamos finalizar este roteiro sem vos deixar uma sugestão. A famosa Poncha da Madeira que é servida no Restaurante Ribeiro Frio é absolutamente incrível e se forem com um grupo de amigos podem pedir a Poncha a Metro.

Poncha a Metro
Poncha a Metro créditos: Pedro Sá

Sigam as nossas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue Indo eu Indo eu

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.