Esta é a única cidade portuguesa membro da Rede de Cidades Europeias mais Antigas e o seu centro histórico, um dos mais ricos em monumentos do país, declarado Património Mundial pela UNESCO em 1986.

O Templo de Diana é um dos monumentos romanos mais importantes a nível regional e nacional. Situa-se no ponto mais alto da cidade e foi parte do fórum romano, criado por volta do século I. Do património histórico e arquitetónico destaca-se ainda a Sé Catedral ou a Capela dos Ossos, inteiramente forrada com ossadas humanas.

Évora ocupa uma posição geográfica privilegiada, ao ser atravessado por dois grandes eixos viários principais: Lisboa/Madrid e Norte/Sul.

O concelho é o principal polo urbano da região, em termos populacionais e funcionais. Já a cidade assume uma vocação universitária, devido à Universidade de Évora, a segunda a ser fundada no país, em 1559.

O comércio, o turismo, os serviços e a indústria são os setores de atividade económica predominantes, surgindo só depois o setor primário. A agricultura continua a ser relevante, mas é cada vez mais mecanizada.

A 29 de junho celebra-se o Dia de São Pedro, sendo este feriado municipal.

A este concelho pertencem 12 freguesias: Bacelo e Senhora da Saúde; Canaviais; Évora (São Mamede, Sé, São Pedro e Santo Antão); Malagueira e Horta das Figueiras; Nossa Senhora da Graça do Divor; Nossa Senhora da Tourega e Nossa Senhora de Guadalupe; Nossa Senhora de Machede; São Bento do Mato; São Manços e São Vicente do Pigeiro; São Miguel de Machede; São Sebastião da Giesteira e Nossa Senhora da Boa Fé; Torre de Coelheiros.

Tem alguma dica ou sugestão para quem visita Évora? Partilhe connosco no espaço de comentários.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.