Fica nas "costas" do Seminário Maior de Coimbra, de frente para o rio Mondego que serpenteia pela cidade ao fundo. A estrutura de madeira, suporta o baloiço com lugar para duas pessoas. O baloiço é mais um caso de sucesso no Instagram - como tem acontecido com outras estruturas do género - mas quando o visitamos não havia filas, nem multidões e foi possível balançar calmamente e desfrutar da vista, sem pressa.

Não existe sinalização a indicar o local exato, mas é só contornar o edifício do Seminário Maior de Coimbra para chegar ao baloiço, situado ao lado de um banco que também permite contemplar a paisagem. O local passa despercebido e é muito tranquilo. Além de ser perfeito para relaxar ou para momentos românticos a dois, também é muito "instagramável" e ideal para quem gosta de fotografar.

O edifício do Seminário Maior de Coimbra, de traço italiano e com mais de 250 anos de história, fica junto ao Jardim Botânico. Nele, é possível ver desde as marcas do Terramoto de 1755, aos vestígios das Primeiras Invasões Francesas, passando pelas relíquias dos 12 Apóstolos e uma das cúpulas mais bonitas da Europa. No interior é possível visitar a Igreja da Sagrada Família, a Capela de São Miguel, a Sala dos Azulejos e a Biblioteca Velha, um lugar especial onde cerca de 9 mil livros desvelam a teologia e outros saberes, entre 1507 e 1800. Os aposentos episcopais - residência de alguns Bispos de Coimbra depois da "expulsão" do Paço Episcopal  - a varanda do Mondego, a sala dos azulejos e a famosa escada em caracol são outros dos locais que merecem a visita.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.