Estremoz tem também a sua “obra de Santa Engrácia”. É a igreja do Convento dos Congregados que levou 300 anos a construir. Do rossio temos vista para a torre de mármore no alto da povoação, acentuando o brilho do tom branco que decora toda a cidade. Até o chão é em mármore.

Estremoz
Café Águias D’Ouro créditos: andarilho.pt

Só o café Águias D’Ouro e as muralhas quebram o horizonte branco. A frontaria do café tem tons fortes de vermelho e a particularidade de todas as janelas e varandas terem uma forma diferente. Foi construído no inicio do séc. XX.

Estremoz
Muralhas vista da Torre créditos: andarilho.pt

As muralhas são formadas por duas estruturas e estão classificadas como Monumento Nacional.

A mais antiga protege a cidadela e é do séc. XIII. A segunda tem uma extensão maior e foi construída no séc. XVII para proteger o casario que se implantou na parte mais baixa da encosta.

Estremoz
Uma das portas de entrada para Estremoz créditos: andarilho.pt

Ainda hoje tem de se passar por uma das quatro portas da muralha onde se vê a largura da estrutura em pedra.

Bonecos Estremoz
créditos: Who Trips

Estremoz tem no património imaterial uma marca muito relevante, os Bonecos de Estremoz que foram classificados Património Mundial pela Unesco. No centro histórico vemos ainda outras lojas com artesanato local. No entanto, o principal ponto turístico de Estremoz é o castelo construído no séc. XII e tem sido sucessivamente sujeito a obras de reconstrução. Uma das mais relevantes foi no séc. XVII após a devastação provocada pela explosão de um paiol.

Estremoz
Torre em mármore créditos: andarilho.pt

O que se vê hoje resulta em grande medida da reconstrução mandada executar por D. João V. Algumas partes da cidadela conservam ainda características medievais.

Estremoz
Torre e igreja créditos: andarilho.pt

O que sobressai é a torre. Tem 27 metros de altura é em mármore e conserva ainda os traços de uma estrutura militar medieval. São poucos os elementos decorativos no exterior. Pode-se visitar e a entrada é pela pousada. A escadaria não é difícil. Alguns pisos foram adaptados para outras funções e o mais interessante é subir ao terraço e às varandas.

Estremoz
Vista da torre créditos: andarilho.pt

A vista é enorme e de 360º. Ao perto temos uma perceção mais concreta de Estremoz. Ao longe, em dias com o céu limpo, a vista alcança a Serra da Estrela. Não muito longe a vista alcança também o castelo de Évora Monte.

Estremoz
Estremoz vista da torre créditos: andarilho.pt

A torre é contígua com a pousada que foi o antigo paço real mandado construir por D. Dinis. Terá sido num dos quartos do paço que morreu a Rainha santa Isabel. Os aposentos foram depois transformados em capela e é hoje um dos lugares mais relevantes de Estremoz.

Estremoz
Entrada para a capela créditos: andarilho.pt

É considerada uma das capelas mais bonitas dessa época. Tem uma única nave e a história da Rainha é contada em painéis de azulejos e pinturas.

No largo em frente da torre, há uma estátua de Santa Isabel e uma das ruas que dá acesso ao largo mudou de nome, deixou de ser a Rua da cadeia e passou a ser Rainha Santa Isabel.

Estremoz
Só as muralhas não são brancas. O mármore domina, até no piso das ruas créditos: andarilho.pt

A torre de mármore de Estremoz faz parte do programa da Antena1 Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.